Comissão de Obras acompanha testes no radar da rua Luís Pântano, no Cecap

Visita atende demandas de moradores sobre casos de multas recorrentes no local. Foto: Cristiane Scardelai/Câmara de Limeira

 

Atender a demandas de munícipes que reclamam do excesso de multas aplicadas no radar da rua Luís Pântano, no bairro Cecap. Esse foi o objetivo dos vereadores que compõem a Comissão Permanente de Obras da Câmara Municipal de Limeira na manhã desta terça-feira, 20 de fevereiro. Os parlamentares foram até o local, juntamente com moradores, representantes do Executivo, da empresa Sentran, responsável pelos radares da cidade e da empresa Velsos, fabricante do equipamento, para realizar testes de velocidade na via.

 

Estiveram presentes os vereadores da Comissão de Obras Helder do Táxi (MDB), presidente; Lu Bogo (PR), vice-presidente e Waguinho da Santa Luzia (PPS), secretário. Adir Xavier de Almeida, presidente da Associação de Moradores do Cecap, Mauro Tomazini, diretor da mesma instituição e Ataide Delmiro Soares, presidente da Associação de Moradores do Santina, representaram os moradores. Do Executivo compareceram João Somera, diretor da Secretaria de Mobilidade Urbana, e Ju Negão, assessor de Gabinete do prefeito.

 

Diversos munícipes relataram casos recorrentes de multas que sofreram aos vereadores antes de começarem os testes. Terezinha Soares, que trabalha em um Pet Shop a 30 metros do radar, disse ter recebido nove multas por excesso de velocidade. Ela usa o carro do estabelecimento para buscar animais em toda a cidade e contesta as multas. “Dirijo a cidade inteira e nunca tomei multa, é impossível trafegar a 71 Km/h com o carro cheio de animais atrás”, desabafa.

 

Rogério Felix, outro morador do bairro Cecap, também não concorda com a multa que recebeu. Ele afirma que tem um vídeo da câmera de segurança de casa que prova que o carro estava na garagem no mesmo dia e horário em que foi multado pelo radar da rua Luís Pântano.

 

Muitos outros casos foram apresentados aos vereadores. Os representantes das associações recolheram documentos dos reclamantes que serão encaminhados à Comissão para acompanhamento.

 

Testes

Após a conversa com a população, os testes foram realizados pelo representante da Sentran, Rodrigo Aleixo. Houve uma pequena variação na velocidade aferida pelo radar e pelo velocímetro do carro, de acordo com as anotações que o vereador Helder do Táxi fez enquanto acompanhava as medições de dentro do carro utilizado, conforme pode ser visualizado no quadro abaixo:

 

Marcação de velocidade
Teste Marcação do velocímetro do carro Marcação aferida pelo radar
1 69,5 Km/h 75 km/h
2 59,7 Km/h 62 Km/h
3 48,5 Km/h 51 Km/h
4 60,8 Km/h 66 Km/h
5 63,2 Km/h 67 Km/h
6 45,5 Km/h 46 Km/h
7 42,7 Km/h 40 Km/h

 

Os testes, apesar de apresentarem pequenas variações, não satisfizeram as demandas dos munícipes presentes, e a Comissão de Obras continuará a acompanhar a situação. Na quinta-feira, 22 de fevereiro, os vereadores se reunirão com os moradores, às 14h30 horas, para receber documentos e oficializar os questionamentos da população ao Executivo.

O Inmetro também será chamado para uma nova aferição do radar e, até que o órgão realize as medições, o Executivo se comprometeu a não emitir cobranças das multas já aplicadas no local, porém não será possível a suspensão das cobranças já emitidas.

 

A Comissão de Obras, Serviços Públicos, Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo, Agricultura e Ecologia é formada pelos vereadores: Helder do Táxi (PMDB), presidente; Lu Bogo (PR), vice-presidente; Waguinho da Santa Luiza (PPS), secretário; Carolina Pontes (PSDB); e Nilton Santos (PRB), membros. Dentre as prerrogativas do colegiado está a fiscalização de serviços e ações do Executivo.

 

 

Comentários