Com jeito de brinquedo, eles podem ser grandes amigos: saiba mais sobre os mini pigs


Porcos em miniatura exigem cuidados para que tenham uma vida saudável e feliz

Eles parecem de brinquedo, e por isso atraem a atenção principalmente das crianças. Inteligentes, podem ser uma companhia tão boa quanto um cão ou um gato. Esses são os mini pigs, porquinhos em miniatura que costumam encantar até as pessoas mais sisudas. Antes de adquirir um, porém, é preciso estar ciente de que precisam de uma série de cuidados. Mais: vivem até 20 anos, então é fundamental estar realmente convicto de que se quer ter um em casa.

A médica veterinária Marina Conforti de Oliveira, proprietária da Clínica SOS Animais e especialista em animais exóticos e silvestres, explica que o mini pig nada mais é do que um porco em miniatura. Muito menores e mais leves que um porco comum, pesam em torno de 25 a 30 quilos e chegam aos 45 centímetros de altura em sua fase adulta, ou o equivalente a um cão de médio porte.

Antes de adquirir um mini pig, é preciso verificar se ele é realmente o animal que se espera. Afinal, criadores inescrupulosos podem vender um porco normal como se fosse um em miniatura. “Para saber se é um mini, deve ser adquirido em local de confiança”, alerta Marina. “Peça para ver outros animais e os pais e desconfie de valores muito baixos”. O preço de um mini pig pode ficar entre R$ 1.500,00 e R$ 2.000,00.

De acordo com a veterinária, os mini pigs são bastante seguros inclusive para as crianças. Como os cães, são carinhosos, afetivos e podem –e devem – ser adestrados. “Eles são superinteligentes! Se adestrados, obedecem a comandos e também atendem pelo nome, como um cachorro ou um gato”, diz Marina. É importante adestrá-lo ainda jovem, para que se acostume com as ordens e também com o carinho.

São, em geral, dóceis e muito bons companheiros. Porém, como com qualquer animal, existem os mais “temperamentais”. Isso é da personalidade e muda de animal para animal. Adestrar também é uma ótima pedida nesses casos.

Os mini pigs devem ser alimentados com legumes, verduras, frutas e ração especial para a espécie. E é preciso o acompanhamento de um veterinário, já que podem apresentar várias doenças, entre elas a leptospirose. Para evitá-la, é necessária a vacinação por um profissional especializado.

CONFIRA ALGUNS CUIDADOS QUE OS MINI PIGS DEMANDAM

Veja mais algumas dicas da veterinária Marina Conforti de Oliveira

  • São animais que precisam de bastante exercício e espaço para brincar. Caso você não tenha muito espaço disponível, passeios são essenciais

  • Devem ser vacinados por um médico veterinário. A vacinação é indispensável para a qualidade de vida

  • Devem ter uma alimentação balanceada e correta, com ração específica. Caso contrário, ganham peso exageradamente e podem ter problemas

  • Precisam de atenção, como qualquer outro animal de estimação. Separe horas do seu dia para isso

  • Proteja a pele do seu porquinho. No inverno, eles precisam de hidratação, e no verão, necessitam de protetor solar

  • Precisam de adestramento. São animais extremamente inteligentes. Use isso a seu favor e estabeleça regras, caso contrário, podem ser bagunceiros e sem limites, o que pode não agradar o proprietário

  • Reserve um local da sua casa para ele, onde possa dormir de forma confortável, e também defina um espaço para ele fazer as necessidades. Educado desde pequeno, ele fará sempre no local correto

CLÍNICA SOS ANIMAIS

Médica veterinária: Marina Conforti de Oliveira

Endereço: Avenida Dr. Fabrício Vampré, 1401, Jardim São Paulo, Limeira-SP

Telefone: (19) 3034-1410

Fonte: Jornal do Lulu

Comentários