Cantor Esdras de Lúcia surpreende os jurados do X Factor Brasil e ganha torcida da cantora Anitta

No último episódio das audições iniciais do X Factor Brasil, os jurados e o público se surpreenderam com a apresentação do Esdras de Lúcia. O cantor e ator paulistano, nascido na zona leste, mostrou aos jurados que o rock esta em suas veias.

Esdras encantou ao cantar “Somebody to Love”, hit eternizado por Freddy Mercury, e conseguiu a aprovação de todos os jurados para a próxima etapa.

Com grande repercussão na internet após sua participação o cantor recebeu apoio declarado da cantora Anitta através de um vídeo.  

 

Audição:

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/xfactorbr.oficial/videos/1215463025183920/” width=”500″ height=”400″ onlyvideo=”1″] 

Vídeo da Torcida da cantora Anitta:

Sobre Esdras de Lúcia:

Esdras de Lúcia é multifacetado, e recebe esse título pelos inúmeros trabalhos que realiza ao mesmo tempo, seja como ator, cantor, compositor, dublador ou apresentador de TV. Recentemente brilhou no palco do musical “Mudança de Hábito” produção original da Broadway, que ficou em cartaz no teatro Renault em São Paulo.

O paulistano de raízes baianas, iniciou sua carreira artística aos 18 anos no musical “Rua 13 de maio s/n”, sob coordenação do diretor José Renato. O desejo de ser ator era algo constante e com apoio de seus pais, estudou canto,interpretação teatral e dança na Casa de Artes Operária com Frederico Silveira e Ana Taglianetti,dando início a uma carreira de sucesso.

Os primeiros trabalhos profissionais de destaque vieram na publicidade, que hoje já somam mais de 40 comerciais gravados. Esdras também integrou a banda de classic rock, Circus Experience.

Além de atuar em publicidades, outros trabalhos de grande destaque foram; Musical AIDA, de Elton Jonh e Tim Rice, documentário musical “ O Soar da Liberdade”, “Les Rois Faignants, com a Compagnie Transe Express, Arts de La Rue (França), sob direção de Gilles Rhode e Bighite Burdin, deu voz ao macaco “Tato”, personagem do seriado infantil “ Galera Animal, Rede Globo” , “Hair” de Charles Möeller e Claudio Botelho, ficando em cartaz nas temporadas do Rio de Janeiro e São Paulo, “Ary Barroso – do princípio ao fim”,escrito,produzido e dirigido por Diogo Vilela, musical “O Fino no Samba”, dirigido pelo diretor baiano Kleber Borges Sobrinho.Participou também do longa metragem Amor em Sampa de Carlos Alberto Riccelli.Integrou o elenco do musical Rebouças – O engenheiro negro da liberdade sob direção de André Câmara (Diretor da novela das seis “Boggie Ogiee”) que ficou em cartaz no Rio de Janeiro

Recentemente representou o Brasil reality show RIO BAR BRASIL da FOX, ganhando visibilidade internacional com sua personalidade marcante e carisma. 

 

Comentários