Antes de aproveitar o Carnaval, esclareça seis dúvidas sobre consumo de bebida alcoólica

Não abuse muito do álcool, e se estiver tomando algum tipo de medicação, não beba!

carnaval-crianas-20477

Carnaval é época de festa e comemoração para os foliões, mas o exagero no consumo de bebida alcoólica pode facilmente estragar a diversão. Segundo a hepatologista do Hospital e Maternidade Brasil, Regina dos Santos, o ideal é beber com moderação, respeitando seus limites, e não misturar bebidas alcoólicas com medicamentos.

A especialista ajuda a esclarecer algumas das principais dúvidas relacionadas à ingestão de álcool.

1. Qual é a quantidade máxima de álcool que se pode ingerir diariamente? Isso varia da mulher para o homem?

A quantidade limite estimada é de 40g e 80g de álcool, para mulher e homem, respectivamente. Uma lata de cerveja, por exemplo, tem cerca de 4% do teor alcoólico enquanto uma dose de uísque (50ml) tem de 40 a 50% de teor. Dessa forma, uma mulher pode beber até oito doses de uísque e o homem, onze. Mas a especialista alerta que ?não beber diariamente não significa compensar a quantidade aos finais de semana e nem de uma só vez?.

A variação de quantidade entre o homem e a mulher ocorre por conta das diferenças entre distribuição de gordura, massa corporal, quantidade de líquido no organismo de cada um etc. O organismo da mulher é mais fraco em relação à bebida, se tornando mais suscetível a doenças se o consumo for exagerado.

2. Os fermentados são menos agressivos que os destilados? A mistura entre eles deixa a pessoa bêbada mais rápido?

Sim, na verdade os dois tem teor alcoólico, porém os destilados possuem maior quantidade. Entre uma pessoa beber uma dose de uísque ou vodka e outra que consumir quatro cervejas, a primeira ficará bêbada mais rápida devido à alta porcentagem de álcool na bebida.

3. Quais partes do nosso corpo são afetadas pela bebida?

O excesso do consumo de bebida pode atingir o fígado, com doenças como hepatite alcoólica aguda e aumento das enzimas hepáticas; o sistema nervoso central  levando à sedação, coma e sonolência e o cérebro que pode ser afetado com sinais de dormência e depressão, além de diminuição da visão e dos reflexos.

4. É melhor beber de estômago cheio?

A bebida alcoólica é extremamente calórica, o que passa a impressão de saciedade. Quando o estômago está vazio a absorção do álcool é muito mais rápida, sendo aconselhável que a pessoa se alimente antes de beber.

5. O que pode ajudar na cura da ressaca?

O mais aconselhável é se hidratar, tomando bastante água e comer alimentos leves.

6. Por que deve-se evitar a mistura de álcool com medicamentos?

Aconselhamos a não misturar medicamentos, por exemplo os anti-inflamatórios e analgésicos, para não sobrecarregar o fígado onde é realizada a metabolização das substâncias.

Fonte: Abril

Comentários