Saúde

Americana: Saúde orienta sobre prevenção ao suicídio

Integrando as ações de mobilização do Setembro Amarelo, foi realizada na manhã de hoje (19/9) uma capacitação sobre prevenção ao suicídio para um grupo de aproximadamente 40 profissionais, entre médicos, enfermeiros, agentes de saúde, técnicos, auxiliares e recepcionistas. O evento aconteceu no auditório da Secretaria de Saúde e teve a parceria do CVV (Centro de Valorização da Vida).

 

A assistente social do CVV, Cristina Margarida Giberti, os psicólogos do CAPS-AD (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Droga), Valdir Dusson e Tatiana Gomes, além da coordenadora do setor de Promoção da Saúde, Léa Amabile, fizeram as explanações sobre o tema.

 

A capacitação teve como finalidade orientar profissionais para identificar indivíduos em situação de risco iminente de praticar suicídio. De acordo com o coordenador da Saúde Mental do município, Tadeu Leite, o objetivo é criar uma rede de sensibilidade para se observar e acompanhar usuários do sistema público de saúde que demonstrem evidências quanto ao desejo de atentar contra a própria vida. “É fundamental que o profissional de saúde acolha o usuário e escute o que ele tem a dizer, muitas vezes só de ouvi-lo já é possível fazer uma intervenção rápida e assim evitar que ele dê fim à própria vida”, explicou.

 

Para Léa Amabile, o que leva um indivíduo a cometer suicídio são situações multifatoriais, mas que a depressão, o envolvimento com drogas e problemas de relacionamento social e familiar se configuram entre as mais comuns. Segundo ela, não existem hoje espaços para que as pessoas falem sobre suas angústias, sendo que na maioria das vezes, quando o indivíduo busca ajuda profissional ele somente é tratado para situações pontuais. “As pessoas não encontram espaços para falarem sobre seu sofrimento e quando vão buscar ajuda, geralmente acabam sendo medicadas para tratar apenas o efeito das verdadeiras causas que lhes oprimem”, reiterou.

 

Além de palestras, os profissionais também receberam material impresso em formato de cartilha, que servirá como guia para as abordagens aos usuários durante a rotina de trabalho. Será realizada uma segunda etapa da capacitação, no dia 26 deste mês, visando atender o maior número possível de profissionais.

 

Em Americana, de acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, somente este ano sete pessoas cometeram suicídio e 57 tentaram dar fim à vida. Em 2016 as mortes por suicídio foram 16, com 76 tentativas notificadas. Segundo as estatísticas oficiais, quem mais comete suicídio é o indivíduo do sexo masculino, com idade entre 20 e 40 anos. Já em relação à tentativa, as mulheres aparecem em maior número, sendo entre 19 e 50 anos a faixa etária com maior incidência, prevalecendo entre os 35 e 49 anos a maior quantidade de tentativas. De 2013 a 2017, considerando até o mês de setembro, 63 pessoas cometeram suicídio no município e 316 tentaram tirar a própria vida, mas não consumaram o ato.

 

O Setembro Amarelo foi idealizado pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), Conselho Federal de Medicina e Associação Brasileira de Psiquiatria e, embora no dia 10 de setembro se comemore o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, na prática as ações de prevenção devem ocorrer em todos os dias do ano.

 

 

Unidade de Imprensa

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br