9 dicas para ter um perfil atraente no LinkedIn

Brasil é o terceiro país no ranking dos maiores usuários da rede profissional

 

Se em um passado não tão distante o currículo de papel era o primeiro contato mais frequente entre candidatos a uma vaga e as empresas, hoje o LinkedIn ocupou esse espaço, tornando-se a principal ferramenta de comunicação profissional do mundo – algumas empresas nem vêem mais as versões impressas. Só no Brasil são cerca de 29 milhões de usuários nesta rede social, número superado apenas por Estados Unidos e Índia. Por isso mesmo, a construção de um perfil atraente é fundamental para colocação no mercado de trabalho. Sócios da Vertico Human Capital com amplo conhecimento do mundo corporativo, Roberta Giuliano e Jonathan Yung listaram nove dicas para ter uma página perfeita no LinkedIn.

 

  • Experiência nenhuma, nem mesmo o curso mais bacana do momento, consegue fazer com que os erros de português e inglês sejam perdoados. Escrever corretamente é primordial;

 

  • Por mais interessante que se queira deixar o perfil, mentir nunca é uma alternativa. Há vagas para todos os tipos de profissional e, por isso, não há necessidade de inventar cursos ou experiências anteriores, por exemplo;

 

  • Ser objetivo é fundamental e o melhor caminho para chamar a atenção para o que se quer destacar no currículo;

 

  • Na hora de escolher uma foto para o perfil, nada de imagens na praia tomando aquela cerveja com os amigos. O ideal é apostar em fotografias com estilo corporativo ou em seu ambiente de trabalho;

 

  • Para facilitar a ação das empresas e recrutadores, o melhor é sempre ter apenas um perfil no LinkedIn para evitar que um desatualizado, por exemplo, acabe sendo consultado;

 

  • Toda vez que mudar de trabalho, realizar algum projeto relevante ou iniciar/concluir um curso, por exemplo, é importante atualizar o perfil. Mantê-lo em dia pode criar novas oportunidades;

 

  • Para os recrutadores é interessante ver resultados concretos dos trabalhos realizados pelo dono do perfil. Nesta hora, seja personalista e liste seus projetos e os resultados alcançados por você;

 

  • É preciso ter em mente que o LinkedIn pode ser o primeiro contato para aquela sonhada posição e que ele dará ao recrutador as primeiras informações sobre quem você é. Por isso, atenção com gírias, informalidade e experiências compartilhadas;

 

  • Para mostrar seus conhecimentos, vale escrever artigos sobre temas relevantes para o segmento em que atua. Um texto bem escrito e embasado pode ser um bom cartão de visitas.

 

 

Sobre a Vertico Human Capital

 

Fundada em 2013 e capitaneada por uma equipe multidisciplinar com mais de 21 anos de experiência em recrutamento e consultoria de RH, a Vertico Human Capital tem vasto conhecimento no recrutamento de executivos para posições estratégicas em diversos segmentos e carreiras do mercado. Com atuação em toda a América Latina, oferece soluções inovadoras para atender às necessidades específicas de cada cliente com objetivo de encontrar os melhores profissionais.

 

Por meio de um processo simples, moderno e ágil, a consultoria viabiliza a seleção de executivos, que se inicia com a definição do escopo da posição, passando pelo mapeamento do mercado e entrevistas por telefone e contato presencial, até a apresentação ao cliente, busca por referência e contratação. Apostando em mais ciência e menos feeling, o processo capitaneado pela Vertico Human Capital tem como diferencial ser abrangente e ouvir muitas fontes.

Com escritórios em São Paulo e Lima, no Peru, atendendo toda a América Latina, a Vertico Human Capital, comandada por Jonathan Yung e Roberta Giuliano, opera também na Ásia, América do Norte e Europa, por meio de uma parceria com a Talentor, associação global de recrutamento de executivos.

Entre seus clientes estão empresas como Amazon, Airbnb, 99, dr. consulta, Caixa Seguradora e Banco Sofisa.

 

Mais informações em http://www.verticohc.com/ e https://www.linkedin.com/company/3184795/