Piracicaba: Pontuação dobrada esquenta disputa final do ECPA de Arrancada


5ª etapa define campeões da temporada 2015 em 10 categorias

 

Neste fim de semana (dias 6, 7 e 8 de novembro), mais de 120 pilotos vão acelerar fundo no do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, no interior de São Paulo, para a disputa do título do Campeonato ECPA de Arrancada. Quinta e última etapa do ano, essa grande final marca o encerramento da décima temporada do certame.

 

A competição promete trazer grandes disputas para a reta de 201 metros do autódromo de Piracicaba e a briga pelo título promete ser quente, já que 10 das 17 categorias em disputada ainda não têm definido o campeão. Outra informação importante, e que deve gerar uma disputa ainda maior, é que a pontuação para essa quinta etapa será contada em dobro.

 

Uma das mais difíceis apostas está na Força Livre Traseira, que conta com Chevettes e Fuscas turbinados. Luis Eduardo Figueiredo tem nove pontos, mas Willian Jorge Silva e Alessandro Castanheira seguem empatados na segunda colocação, com apenas um ponto a menos.

 

Já na Força Livre Dianteira, categoria dos veículos de tração dianteira mais rápidos do país, a disputa está eletrizante. Apenas dois pontos diferem os pilotos Sergio Ganga (29 pontos) de Andre Minoru Matsutani (27) pontos. Wu Fu Sheng, com 17 pontos, ainda respira.

 

Páreo duríssimo na Dianteira Turbo A, em que há dois líderes, Edvan Hilário de Menezes e Alexandre Mizukami estão empatados com 23 pontos. Alessandro Alves da Silva vem logo atrás com 18, e Diego Kourroski tem 17. Com chances matemáticas surgem Rafael Munhoz Pagliuca, com 12 pontos e Carlos Eduardo Nascimento, com 11.

 

Apenas cinco pontos separam os cinco primeiros colocados na categoria Dianteira Turbo C, categoria para turbinados de tração dianteira com limitações de alimentação. A liderança está com Marcelo Trigo, que tem 20 pontos; Nilton Alves de Oliveira vem logo atrás com 17 pontos; Renato Guimarães de Sousa possui 16.

 

João Gabriel Duarte (15) e Guilherme Senne Rosa (14) completam os cinco primeiros. Porém, Thiago Barnabé e Wesley Brito, com 9; e Rogerio Cardozo Bernardi, com 8, também possuem chances remotas.

 

Apesar de ser a categoria com maior número de participantes, apenas dois pilotos tem chances de ficar com o título na Dianteira Turbo B. Na primeira posição está Michael Miyamoto (27 pontos), seguido por Rafael Souza Silva (21 pontos).
Na liderança da Standart está Haruo Peselz Yamakawa com 11 pontos, seguido de muito perto por Wellington Batista Marcelino, que tem apenas um a menos. Sérgio Fernando Ribeiro, tem 4.

 

Na Dianteira Original, Gulliard Tomaselli sustenta a primeira posição, com 13 pontos. Na segunda posição aparece Fabiano Maldonado, que tem 9 pontos. Logo atrás aparecem dois pilotos empatados com oito pontos, são eles: Samuel dos Santos e João Ricardo Mechi.

 

Com 27 pontos, Marco Aurélio Parra lidera na Extreme 10,5, em segundo, com 16 pontos, Marcio Mendes Vieira terá que suar muito para tirar essa diferença.

 

Nas categorias de carros de rua, na Desafio 9.0 Edenilson José de Bessa venceu e se aproximou ainda mais da liderança, que pertence a Cleber Willi Pereira. Rafael Escodro segue próximo.

 

Na Desafio 8.5, Silvio Romano Novoletto Viaro entrou na briga pelo título ao vencer a última etapa. A briga é com Fabio Ventura e Rodrigo Alessandro Pelissoni.

 

Na Drag Bike, Bruno Cunha e Guilherme Ceglia estão empatados com oito pontos cada. Na categoria Drag Junior B, Gustavo Takeda tem 21 pontos, Pedro Alarcon, 15, e Felipe Luna, na tem 8.

 

As demais categorias já tem campeão definido: na Traseira Turbo A, o título já é de Luis Eduardo Figueiredo; na Dianteira Super, de Sérgio Filippi Júnior; na Traseira Original, Marco Aurélio Simões; na Drag Junior C, Bryan de Oliveira Sousa; e na Strett Tração Traseira, Adriano Gomes dos Santos.

 

Serviço
Mais informações pelos telefones (19) 3438.7901 e 3438.7174, e-mail ecpa@ecpa.com.br, ecpa.com.br e facebook.com/ecpabrasil.

Comentários

Notícias relacionadas