Estação Cultural recebe Roda de Capoeira no próximo domingo

 

 

Exibição terá apresentação de ritmos nacionais como maracatu, afro axé, capoeira e samba de roda, a partir das 10h

 

No próximo domingo, 09 de novembro, a Estação Cultural de Santa Bárbara d´Oeste recebe mais uma edição da Roda de Capoeira com o Contra Mestre Motta e seus alunos a partir das 10h, com entrada gratuita. Além de demonstrações da prática, haverá apresentações de ritmos brasileiros, como maracatu, afro axé e samba de roda para animar o público.

 

A exibição terá a participação dos alunos da Oficina de Capoeira promovida pela Estação Cultural desde o mês de março, oportunidade em que mostrarão movimentos e sons típicos de cada ritmo que marca a cultura plural do Brasil.

 

Segundo Motta, a roda de capoeira, que acontece uma vez por mês na Estação, é um instrumento importante de inserção social em Santa Bárbara d’Oeste. “Durante as apresentações, observo uma integração legal entre os participantes. Essa harmonia mostra que somos todos iguais, independente de classe social, e que ações como esta retiram os jovens da rua e ajudam a formar cidadãos de bem”, explica.

 

Contra Mestre ainda afirma que a cultura popular brasileira é rica e merece ser divulgada em todas as regiões do país. “Muitas pessoas ainda não tem acesso à cultura nacional. Portanto, é imprescindível que eventos como este aconteçam para destruir preconceitos e promover a interação de tradições diferentes”, conclui.

 

“Sendo uma importante manifestação cultural do povo brasileiro, a capoeira também tem seu lugar garantido na programação da Estação Cultural. Ela provou sua importância e seu peso histórico na cultura do país, ao ser reconhecida na Constituição Federal de 1988 como sendo um esporte/ luta que possui intersecções importantes com raízes históricas, sociais, filosóficas, políticas e culturais do povo brasileiro e integra, por tais motivos, o Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil”, destaca a Assistente Cultural da Fundação Romi, Thiane Mendieta.

 

Depois de ter sofrido preconceitos no passado, a prática da capoeira foi  reconhecida, em 2008, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico  Nacional (Iphan) e pelo Ministério da Cultural como patrimônio imaterial da Cultura Brasileira, assim como o samba de roda, o frevo e o bumba-meu-boi, do Maranhão.

 

Estação Cultural

Inaugurada em 2007, a Estação Cultural é resultado da revitalização da antiga estação ferroviária de Santa Bárbara d´Oeste pela Fundação Romi. O local tornou-se referência em toda a região por oferecer opções de qualidade gratuitas e para todos os públicos nos doze meses do ano. Desde sua inauguração, mais de 150 mil pessoas já visitaram e participaram dos seus projetos, eventos e exposições. A Estação Cultural está localizada na Avenida Tiradentes, 02, no Centro de Santa Bárbara d´Oeste. Para mais informações, entre em contato pelo telefone 3455-4830.

 

Fundação Romi

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social por meio da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 37 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: Centro de Documentação Histórica (CEDOC), o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora as Indústrias Romi S.A. , instituições governamentais, não governamentais e a inicia privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir números mais expressivos por meio de suas áreas de atuação, seus programas e seus projetos.

Comentários

Notícias relacionadas