Escolas sustentáveis são possíveis? Com muita CriAtividade, talvez


Um projeto que propõe a construção de escolas sustentáveis na região de Piracicaba (SP), em que os participantes são pessoas interessadas no que os próprios organizadores consideram uma utopia, pois trata-se de uma proposta que acompanhará a evolução das necessidades socioambientais de um mundo em constante transformação. Esse é o CriAtividade e Educação Ambiental, que oferecerá atividades e oficinas gratuitas àqueles que desejarem assentar seus tijolos ecológicos nestas obras.

Realizado pela Oca – Laboratório de Educação e Política Ambiental da Esalq-USP, Programa Ponte, IEMA (Instituto de Educação e Meio Ambiente) e Iandé, o projeto objetiva a cocriação de um cardápio de aprendizagem voltado à formação de educadores ambientais em comunidades escolares, engajando múltiplas organizações e indivíduos. “Esperamos uma participação bem diversificada: atores das redes estudantis, entidades, empresas, setor público e coletivos da sociedade civil”, comenta a representante da Oca, Rachel Trovarelli.

“Acreditamos que, a partir da troca de experiências, poderemos ajudar as escolas a atuarem na direção de unidades de ensino sustentáveis e, consequentemente, na formação de cidadãos comprometidos com sociedades mais responsáveis pelo meio ambiente”, ressalta a presidente do IEMA, Ana Lúcia Maestrello de Micheli.

A formação

O processo formativo possui duas modalidades de participação: regular ou pontual. Na primeira, os inscritos se comprometem a participar de todas as oficinas e a realizar algumas atividades à distância. Nesse formato, o projeto se caracteriza como um curso de 32h presenciais (quatro encontros de 8h) e 6h de atividades à distância – 60% dessas vagas são destinados a pessoas que se comprometerem regularmente e que receberão certificado ao final do curso. Os 40% restantes estão voltados a quem frequentar pontualmente as oficinas e não participar das atividades à distância.

“O conteúdo do curso estimula a reflexão crítica e o diálogo em oficinas com metodologias participativas, sobre: construção de escolas e sociedades sustentáveis, temáticas problematizadoras socioambientais  – como agroecologia e consumo -, potencialidade de atividades artísticas, participação social e autoconhecimento”, informa Rachel.

Todos os encontros do CriAtividade e Educação Ambiental serão realizados no Sesc de Piracicaba, das 8h30 às 17h30. O lançamento do projeto está marcado para a próxima quarta-feira (2), com mesa redonda e Café ComPartilha, pautados na “Utopia e Conjuntura”.

Inscrições e mais informações em: www.criatividadeea.wix.com/criatividade

 

 

 

Assessoria de imprensa

Comentários

Notícias relacionadas