Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Comissão anuncia pacote de mudanças na Saúde em Nova Odessa


Medidas visam organização e humanização do atendimento

 

 

A Comissão de Avaliação e Mediação que atua junto à Secretaria de Saúde de Nova Odessa anunciou nesta sexta-feira, dia 11, um pacote de medidas com o objetivo de organizar e humanizar o atendimento prestado na cidade. Entre as ações a serem implementadas estão mudança do local de cadastramento do cartão de Saúde e alterações no atendimento da Ouvidoria.

 

As principais mudanças acontecerão no nosso sistema de atendimento. Identificamos algumas situações operacionais que precisam ser alteradas para oferecermos um atendimento mais humanizado aos nossos pacientes”, explicou o presidente da comissão e secretário interino de Saúde, Vanderlei Cocato.

 

A primeira mudança, que já começa a valer a partir de quarta-feira, dia 16, é o local de emissão do Cartão de Saúde de Nova Odessa. “Atualmente o cartão é feito no Ambulatório de Especialidades. A partir de quarta-feira, a emissão acontecerá exclusivamente nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde)”, afirmou Cocato. “O paciente vai até a UBS mais próxima de sua casa para emitir o documento.”

 

O atendimento na Ouvidoria também sofrerá alterações. “Nos últimos meses, este setor estava funcionando mais como assistência social do que como ouvidoria. O setor volta, agora, a funcionar exclusivamente para críticas e sugestões do atendimento prestado na rede pública de saúde”, explicou.

 

Segundo ele, o setor contará com uma nova coordenadora de Ouvidoria Interna, responsável pelo atendimento aos usuários. Cocato destacou também que a Ouvidoria é um canal de extrema importância, pois permite identificar falhas no atendimento e buscar alternativas para saná-los. ““Ela vai acompanhar os casos, dar os encaminhamentos internos para que as situações sejam resolvidas. É importante lembrar também que o usuário, ao acionar a Ouvidoria, deve ter em mãos documentos e informações que nos ajudem a analisar o atendimento prestado e, assim, tomar providências”, continuou. O atendimento da Ouvidoria segue sendo feito no Ambulatório de Especialidades.

 

MEDIDAS INTERNAS – Os servidores do setor também passarão a usar, obrigatoriamente, crachá. “É uma medida simples e que já deveria ocorrer. O crachá possibilita ao paciente identificar imediatamente os profissionais que estão lhe atendendo”, disse. “Com isso, em caso de queixa ou questionamento sobre o atendimento prestado, ficará mais fácil identificar quem atendeu e tomar as providências”, continuou.

 

O atendimento da portaria no Pronto Socorro do Hospital e Maternidade Municipal Dr. Acílio Carreon Garcia será aprimorado e algumas melhorias na recepção serão feitas. “Vamos organizar o acesso tanto no pronto-socorro quanto nas alas de internação, evitando circulação de pacientes e acompanhantes em diferentes alas”, afirmou.

 

O local de entrada e saída dos funcionários também será alterado. “São medidas internas, administrativas, mas que terão reflexo direto no atendimento prestado ao paciente e seus acompanhantes”, reforçou Cocato. Ele afirmou que atualmente o hospital conta com vários acessos tanto para funcionários quanto pacientes e prestadores de serviços. “É algo que não podemos mais permitir. Vamos disciplinar as entradas e saídas do hospital, direcionando de maneira mais efetiva quem busca atendimento, quem trabalha ou quem presta algum serviço”, resumiu.

 

MAIS AÇÕES – O presidente da comissão afirmou que além destas medidas, que entram em vigor na quarta-feira, outras mudanças serão implementadas, entre elas regulamentação do acesso ao hospital pelas empresas que prestam serviço funerário, ampliação do protocolo para classificação de risco dos pacientes e acesso para visitas.

 

Cocato adiantou ainda que outras medidas estão sendo analisadas. “Fizemos uma análise de toda estrutura do atendimento na Saúde e estamos, aos poucos, promovendo algumas mudanças. Este é um setor muito dinâmico e já estamos analisando outras ações, sempre com o intuito de melhorar o atendimento aos nossos usuários”, finalizou.

 

A COMISSÃO – A comissão de Avaliação e Mediação da Saúde foi criada recentemente pelo prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza com a missão de auxiliar no diagnóstico de problemas e apontamento de soluções no setor. Além de Cocato, fazem parte da comissão o secretário de Administração, Júlio Cesar Camargo, a secretária de Finanças e Planejamento, Mara A. Kilmeyers, os médicos Eduardo de Oliveira Borges e José Antonio Ferreira, além da vereadora Carla Lucena (PSDB), que é presidente da Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal.

 

Comentários

Dennis Moraes