Com o auxílio do ‘É Pra Já’ da Prefeitura de Sumaré, empresária incrementa seu pequeno negócio e cria o ‘shoes truck’


Uma loja itinerante de calçados que faz a alegria de muitas mulheres. Este é o modelo inovador de negócio em que Simone Vizcarino Bernardes, 50 anos, moradora do Planalto do Sol, na Região Central de Sumaré, resolveu investir no fim do ano passado. Com apoio da Prefeitura de Sumaré, de vendedora porta a porta, Simone transformou-se em empresária do ramo – que pode ser chamado de “shoes truck”, seguindo a tendência que já virou moda com as “comidas de rua” (os food trucks) e que tem incentivado o empreendedorismo no Brasil.

A história toda começou quando, em 2012, a sumareense, formada em Nutrição, decidiu mudar de atividade e vendeu a cantina na qual trabalhou por oito anos em uma escola particular. Convidada pela mãe de um dos alunos, que já tinha formado uma vasta clientela vendendo calçados de casa em casa, Simone aceitou a sociedade e “mergulhou de cabeça” neste novo negócio.

O tempo passou, a amiga mudou-se para outro estado, mas Simone não desistiu das vendas. Foi participando de feiras de negócios e de outros eventos que a empreendedora encontrou o seu “nicho” de mercado. “Cheguei a vender muito em um único fim de semana de evento. Enquanto os maridos andavam atrás das novidades que as feiras ofereciam, as esposas passavam horas conhecendo meus sapatos e, o melhor: comprando”, contou Simone.

 

‘EMPURRÃOZINHO’

As vendas cresciam e Simone recebeu um grande incentivo do marido para inovar ainda mais. No fim do ano passado, ele comprou uma VW Kombi, ano 1983, para abrir a loja itinerante da esposa. Simone, que já conhecia o “É Pra Já”, o serviço municipal unificado da Prefeitura de Sumaré que faz o atendimento ao trabalhador e ao micro e pequeno empresário, inaugurado em maio do ano passado, buscou dois serviços que funcionam no local: orientações do PAE Sebrae (Posto de Atendimento ao Empreendedor) e do Banco do Povo Paulista, onde teve o empréstimo aprovado e conseguiu equipar a “SapatoNaKombi”.

“A ideia de unificar todos os serviços em um único lugar, o ‘É Pra Já’ da Prefeitura, foi maravilhosa, porque você consegue todas as informações e o direcionamento que o empreendedor precisa. Grande parte do sucesso do meu novo negócio deve-se ao excelente atendimento que recebo no ‘É Pra Já’”, aprovou Simone.

 

TUDO NUM ÚNICO LUGAR

Em 2014, a Prefeitura de Sumaré inaugurou o “É Pra Já”, vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Localizado em frente à Praça Manoel de Vasconcellos, Região Central, foram unificados, em um único prédio, os serviços gratuitos ao cidadão do PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Sumaré, MEI (Microempreendedor Individual), MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), PAE Sebrae e Banco do Povo Paulista.

“O espaço foi escolhido pensando na comodidade do cidadão sumareense que precisa utilizar um dos cinco serviços oferecidos pelo ‘É Pra Já’. É nosso compromisso de governo incentivar o empreendedor e o empresário local a crescerem e se desenvolverem, gerando emprego e renda para nossos trabalhadores. Da mesma forma, também damos todo o apoio para aquele trabalhador autônomo que quer virar um microempresário, como é o caso de Simone. Ficamos muito felizes de saber que o apoio da Prefeitura ajudou esta empreendedora a ter sucesso”, comentou a prefeita Cristina Carrara.

“Desde a inauguração do ‘É Pra Já’ da Prefeitura, registramos cerca de 49 mil atendimentos. Os serviços prestados no Banco do Povo Paulista somam 466 atendimentos e um total aproximado de R$ 460 mil em empréstimos nos últimos doze meses. Ficamos muito satisfeitos de acompanhar histórias de sucesso, a exemplo da Simone, porque nos mostra que estamos no caminho certo, auxiliando e facilitando a vida de quem começa a empreender e contribuindo para o crescimento econômico de Sumaré”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura, Gustavo Tomazin.

“Estamos trabalhando para aprimorar ainda mais nosso atendimento, em capacitações para a equipe que atua no ‘É Pra Já’, na busca de parcerias para oferecer cursos gratuitos de qualificação profissional a fim de aumentar as chances dos trabalhadores conseguirem uma boa colocação profissional no mercado de trabalho e na realização de palestras que auxiliem o candidato na hora de participar de um processo seletivo nas empresas”, resumiu o responsável pelo “É Pra Já”, Fábio Guerra.

A empreendedora sumareense Simone apostou no novo negócio e viu o sonho tornar-se realidade com muito trabalho e “empurrãozinhos” valiosos que vieram do incentivo do marido e do apoio do Banco do Povo e do Sebrae Sumaré. Ela garante que, ao incrementar o próprio negócio, o faturamento da venda de calçados femininos triplicou e, sem endereço fixo, ela e sua Kombi 83 seguem fazendo sucesso por aí, conquistando novas clientes.

“A loja na Kombi, por si só, já chama muito a atenção, mas a exposição dos produtos, assim como ficam nos estabelecimentos físicos, é a ‘alma do negócio’, sem dúvida, pois gera curiosidade e interesse de compra. Foram algumas mudanças que fizeram uma diferença impressionante nos negócios”, comemora Simone.

 

BANCO DO POVO

O Banco do Povo Paulista é o programa de microcrédito do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com os municípios, com o objetivo de promover a geração de emprego e renda para o desenvolvimento dos pequenos empreendedores. O empréstimo (sujeito à análise) pode ser de R$ 200 a R$ 20 mil, com juros de 0,35% ao mês para financiamentos de mercadorias, matérias-primas, aquisição e conserto de máquinas e equipamentos, insumos agrícolas e animais de tração, entre outros.

Para mais informações, o “É Pra Já” funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O endereço é Praça Manoel de Vasconcellos (uma quadra abaixo da Avenida Rebouças), na Região Central de Sumaré.

 

Prefeitura de Sumaré

 

Comentários

Notícias relacionadas