Carro nacional vai mal em enchentes

palioalagado_sp_GI_290_193

Foto: Getty Images

A falta de planejamento das cidades brasileiras e a forte chuva que cai sobre o País em determinadas épocas do ano são a combinação perfeita para criar enormes enchentes que transformam ruas em rios, quando não em corredeiras. Nesse cenário, os maiores prejudicados são os automóveis, que acabam debaixo d’água, e em seguida o bolso de seus proprietários, que esvazia na hora de reparar o veículo alagado.

Para minimizar esse prejuízo, o Centro de Experimentação e Segurança Viária, o CESVI, elaborou uma pesquisa que classifica os veículos de acordo com o risco que cada um corre na eventualidade de se envolver em alagamentos. O estudo aborda os possíveis danos que os carros podem sofrer em função de suas características mecânicas e elétricas.

A classificação é apresentada em um intervalo de 0,5 a 5 estrelas. Quanto maior a nota, melhor o veículo e menor seu risco de apresentar danos em enchentes que provoquem a parada do veículo.

Avaliações – melhores e piores

Seguindo essa pontuação, o veículo com a melhor nota foi o Renault Fluence, que chegou aos 5 pontos. Em seguida, com quatro pontos, aparecem os modelos Renault DusterChevrolet Cobalt e os Citroën C4 Picasso e C4 Hatch. Abaixo desses modelos, a situação se complica, sempre com notas abaixo de 3,5.

Os piores colocados, com apenas 1 ponto, são os Fiat Palio Fire e Mille, enquanto o Chevrolet Celta, que também não foi bem avaliado, obteve apenas 1,5 ponto.

Critérios do CESVI

Para chegar ao Índice, uma análise detalhada é realizada em cada modelo, avaliando a possibilidade de danos por enchente sob duas frentes: risco de sofrer calço hidráulico, quando a água invade a câmara de combustão do motor, e risco de comprometimento de seu funcionamento por danos em componentes fundamentais.

Em sua pesquisa, o CESVI leva em consideração os seguintes itens: sistema de admissão, sistema de escape, cilindrada do motor, taxa de compressão, alternador, centrais elétricas, sensor de oxigênio (sonda lambda), sensor de rotação do motor, unidades de controle e embreagem.

Fonte: Ultimo Segundo IG

Comentários

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta