fbpx

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

Americana anuncia os condutores da tocha olímpica


O Teatro Paulo Autran, no Instituto Educacional de Americana, foi palco do anúncio oficial dos condutores da tocha olímpica em Americana. Além de autoridades, estiveram presentes, na manhã desta segunda-feira, 28/03, os seis esportistas que percorrerão ruas e avenidas do município com o maior símbolo do principal evento esportivo mundial.

Com início no dia 3 de maio, em Brasília, a tocha passará por 300 cidades, carregada por 12 mil condutores em 100 dias. Cada pessoa deve levar a tocha por aproximadamente 250 metros. Ao todo, 41 cidades do estado de São Paulo irão receber o tradicional revezamento entre os dias 16 e 27 de julho, que terá início em Itararé e será finalizado em Ubatuba, no litoral norte do estado. Em Americana, a tocha passará no dia 20 de julho.

As duas mulheres selecionadas são do basquete feminino. Adriana Santos, 45 anos, nascida de São Bernardo do Campo, conquistou duas medalhas olímpicas (prata 1996 e bronze 2000) e foi campeã mundial (Austrália – 1994) e dos Jogos Pan-Americanos (Cuba (Havana) – 1991). “É um imenso prazer participar deste momento. Estou muito feliz em conduzir a tocha na cidade que encerrei minha carreira e escolhi para viver. Sou muito grata à cidade de Americana”, agradeceu.

Karla Costa, jogadora de Americana há sete anos, a brasiliense, de 37 anos, disputou três olimpíadas (Atenas – 2004, Pequim – 2008 e Londres – 2012) e conquistou títulos nacional, estadual, sul-americano e inúmeras medalhas de ouro em Jogos Regionais e Jogos Abertos com a equipe americanense. “Orgulhosa por fazer parte deste momento. Quero devolver para Americana tudo que ela me ofereceu e como me acolheu”, comentou.

Revelado no Rio Branco Esporte Clube e com passagens nos principais clubes de futebol do mundo, Flavio Conceição, 41 anos, subiu ao pódio dos Jogos Olímpicos com a medalha de bronze em Atlanta 1996. Também defendendo a seleção brasileira, o ex-volante, natural de Santa Maria da Serra (SP), foi bicampeão da Copa América (1997 e 1999). “É um orgulho poder conduzir a tocha na cidade que cresci profissionalmente e onde escolhi passar o restante da minha vida”, destacou.

Atleta desde as escolinhas esportivas da Secretaria Municipal de Esportes, o americanense Giuliano Peixoto, 40 anos, um dos melhores mesatenistas da história da modalidade no país, esteve nas Olimpíadas de 1996, onde defendeu o Brasil nas disputas de simples e duplas. “Um momento marcante para nós. É uma honra poder representar nossa modalidade neste momento de grande valia para o esporte. Agradeço por ser um dos escolhidos”, frisou.

Danilo Glasser, 39 anos, integrante da Seleção Brasileira entre 1998 e 2009, o paratleta participou também das Paraolimpíadas de Atenas-2004, onde conquistou duas medalhas de bronze. Em 2001, foi eleito pelo COB e CPB o melhor atleta paralímpico do ano e, em 2003, foi o terceiro nadador paralímpico da história mundial a conquistar índice para disputar um campeonato nacional contra nadadores sem deficiência. “Momento mais importante da minha vida pós-atleta. Sempre tive orgulho de levar a bandeira de Americana Brasil afora. Mesmo nascendo em São Paulo, sempre morei aqui e tenho orgulho de ser cidadão americanense”, disse emocionado.

O aluno da primeira escola esportiva de judô de Americana, sensei Anderson de Lima, 59 anos, também esteve em Atlanta 1996, compondo a comissão técnica da seleção brasileira de judô durante os Jogos Olímpicos realizado nos Estados Unidos. “Minha história está entrelaçada à Secretaria de Esportes, onde sou funcionário publico há 30 anos. Tenho orgulho de ter participado da vida ativa de vários atletas, entre eles, Danilo e Giuliano, que estão aqui e começaram no judô. Agradeço o mérito de conduzir o símbolo do esporte olímpico”, destacou.

A escolha dos condutores foi feita pelos dirigentes da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude de Americana, que, de forma minuciosa, determinaram que o condutor tivesse residência fixa no município, ter defendido uma equipe americanense em sua respectiva modalidade e disputado os Jogos Olímpicos. Danilo Glasser vai ser o único que conduzirá a tocha pan-americana (2007) e a tocha olímpica em Americana. O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) determinou o número de seis atletas escolhidos pela comissão.

O secretário de Esportes de Americana, Edilson Bissoli, falou sobre a seleção e admitiu que foi complicada a escolha dos seis esportistas entre dezenas de atletas revelados em Americana. “Nossa cidade sempre foi um celeiro na área esportiva, por isso, temos grandes nomes que defenderam e tiveram sucesso nas mais diversas modalidades. Infelizmente, tivemos a opção de escolher apenas seis nomes entre vários que representaram Americana com maestria”, frisou.

Representando o prefeito Omar Najar, o vice-prefeito, Roger Willians, parabenizou os condutores e o subsecretário de Juventude, Thiago Brochi, pela dedicação nas tratativas com o COB para receber para Americana receber a tocha. “Primeiramente, parabenizo o Thiago Brochi por estar encabeçando todo esse trabalho e se dedicado arduamente para atender todas as exigências do COB. E, agradeço os atletas por toda contribuição ao esporte americanense e brasileiro”, ressaltou.

O tenente-coronel da Polícia Militar, Mauro Luchiari Júnior, responsável por toda a segurança da tocha durante o trajeto em Americana, acompanhou anúncio oficial e parabenizou a Secretaria de Esportes e os atletas por mais este importante evento em Americana. O secretário adjunto, Edison Fassina, também esteve presente na solenidade.

Além dos esportistas, dezenas de munícipes conduzirão a tocha olímpica em Americana. Essas pessoas se inscreveram no site das três empresas patrocinadoras e foram sorteadas. Os nomes ainda não foram divulgados pelo COB.

 

 

Unidade de Imprensa

Ariel Ferreira

Fotos: Marilia Pierre

Comentários

Dennis Moraes