ter. jan 21st, 2020

Portal SB24Horas

Conteúdo é aqui!

A importância do programa de educação executiva para CEOs


Professor da FGV fala sobre importância do programa de educação executiva para CEOs

Especialista em Inovação e coordenador de programa CEO FGV, Moysés Simantob defende ‘tempo’ para reflexão e interação dos líderes

 

“Crises e incertezas tornam todos nós mais apreensivos e cautelosos, mas a história mostra que um único insight gerado durante uma palestra ou uma conversa de corredor com um colega de curso, por exemplo, basta para detonar programas internos de mudanças e o CEO FGV, intuitiva ou conscientemente acaba sendo o lócus e o nascedouro onde isso foi possível acontecer”. Esta é a definição do professor da IBE-FGV, especialista em Inovação e coordenador do CEO FGV, Moysés Simantob.

 

Com a expertise de ser uma das melhores formadoras de altos executivos no mundo, a FGV (Fundação Getulio Vargas) criou o programa, destinado a presidentes, vice-presidentes, diretores-gerais e profissionais seniores. No próximo encontro do ano, os participantes irão se reunir em São Paulo, de 3 a 8 de agosto, para o módulo “Estratégia, Mudança e Inovação”.

 

Simantob defende a “parada técnica” dos líderes para reflexão de suas responsabilidades e objetivos e explica porquê o debate estratégico impulsiona a inovação e esta, por sua vez, deve produzir mais novidades de diferentes formas e tipologias. Em sua visão, o especialista destaca que são os momentos incertos que criam as oportunidades de se “auferir riquezas não previstas, atacar mercados inexplorados e acionar o principal ativo humano que é a capacidade imaginativa das pessoas que servem às empresas e por ela são servidas”.

 

“O fato é que tanto para o executivo, como para o proprietário de um grande negócio, ou mesmo o jovem sucessor que está sendo preparado para assumir posições de comando, existe um enfrentamento cotidiano de problemas intermináveis, infindáveis tomadas de decisões, simples e complexas, e estas pessoas, ao se verem diante de professores experientes e colegas na mesma situação que a sua, encontram no CEO FGV um certo acolhimento, o respaldo para agirem corretamente, se orientando por tendências globais, adotando práticas de gestão modernas e, isso tudo, os reconforta de um lado, e aguça seus interesses em aprender o novo, por outro”, afirma o especialista.

 

“Nos atuais quadros econômico recessivo e social dispersivo, difuso e incerto, é de muita importância que os executivos parem para aprofundar o debate sobre o que fazem, porque fazem, para quem fazem, a que preço e com quais diferenciais da concorrência. Isso pode significar bem mais que um tempo de aprendizado e troca de experiência entre os participantes do CEO FGV”, ressalta.

 

Sobre a questão da contribuição do CEO FGV para o executivo e de que forma este investimento se torna válido, ele acredita que o programa atende, em diferentes medidas, as urgências dos variados perfis de público que procuram este tipo de educação. “Em suma, penso que o programa ajuda o líder a permanecer no caminho da excelência empresarial e a assegurar a perpetuidade do negócio, se possível, deixando um legado e a sua marca pessoal nele”, finaliza.

 

Mais informações sobre o programa e inscrições podem ser obtidas no site www.ibe.edu.br ou pelo e-mail ceo@ibe.edu.br. Os telefones de contato no estado de São Paulo são os (19) 3739-6429 e (11) 3799-9307. Os demais estados brasileiros devem obter informações pelo (11) 4583-8304.

 

Conheça o especialista

Moysés Simatob é professor de Gestão da Inovação na Fundação Getulio Vargas e Unicamp. É conhecido em assessorar empresas de porte global e conduzir a reflexão sobre o futuro e o debate sobre o cenário competitivo de mudanças contínuas. Membro do júri de avaliação do prêmio “As Empresas Mais Inovadoras do Brasil”, para a revista Época Negócios e co-criador da metodologia de avaliação de Organizadora Inovadora. Suas mais de cem palestras, e sua experiência em mais de oito anos em salas de aula na FGV, lhe conferiram o título de professor melhor avaliado em 2010. Coautor da série de três livros com a temática Organizações Inovadoras, uniu inovação e sustentabilidade criando disciplinas para os cursos de graduação e MBA e, mais recentemente, vem trabalhando para integrar a Organização Inovadora e Sustentável ao contexto digital em rede.

Seu projeto mais recente é a holding de negócios digitais Plano B. Ele e seus sete sócios pretendem posicionar start-ups na direção do marketing digital e tornar-se a mais importante holding de serviços digitais para PMEs do Brasil. Sua primeira criação, a 1234Enter está entre as vinte empresas classificadas no programa Inovativa Brasil, uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, realizado pela Endeavor e apoiado pela McKinsey & Company.

Para consolidar sua posição no mercado de assessoria empresarial ingressou recentemente na sociedade com o executivo Marcelo Vienna, criando assim, a Simantob Vienna Partners.

 

 

Imagem ilustrativa.

Comentários

Dennis Moraes