Wagner Barbosa pede terminais para registro de BO na Unicamp de Limeira

Proposta é para acabar com a subnotificação de crimes na região

O vereador Wagner Barbosa (PSB) solicitou na quarta-feira, 19 de abril, à Delegacia Seccional, a instalação de terminais para o registro de boletins de ocorrência de forma eletrônica nos campi da Unicamp de Limeira. O delegado seccional, Antonio Luís Tuckumantel, disse que o pedido será atendido e que iniciará contatos com a universidade para possibilitar a implantação.

A ideia surgiu como forma de acabar com a subnotificação de crimes, facilitando o registro das ocorrências e possibilitando que as forças de segurança trabalhem com informações mais precisas.

“É comum em alguns casos, especialmente de furtos no entorno do campus da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA), do campus da Faculdade de Tecnologia (FT) e do Cotil, que os alunos que são vítimas destes crimes deixem de fazer a comunicação, seja porque existe um desgaste em ir até uma delegacia, por receio ou porque nem sempre o prejuízo é grande. Mas é preciso que a polícia saiba, para agir e também como uma forma de cobrar providências”, afirmou Wagner.

Conforme o vereador, Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil Municipal trabalham com dados oficiais para realizar o planejamento do policiamento, das investigações e coibir a criminalidade, por isso quanto mais informações oficiais tiverem, mais chances de os trabalhos serem direcionados de maneira adequada.

De acordo com Wagner, a comunidade acadêmica e os moradores do entorno da Unicamp vêm enfrentando sérios problemas com a insegurança, como furtos e roubos, e, mais recentemente, o homicídio da jovem Sandy Andrade Santos, que abalou a cidade e teve repercussão nacional. Para buscar soluções ao problema, o vereador propôs a criação de uma Comissão de Assuntos Relevantes, aprovada no dia 10 de abril e formada oficialmente na terça-feira, 11. A primeira reunião está agendada para o dia 25, às 14h30. O vereador preside a Comissão.

“A instalação do terminal para o registro das ocorrências pode possibilitar um melhor mapeamento dos crimes na região da Unicamp. Em paralelo, o cidadão recebe um atendimento, ainda que de forma eletrônica, e não precisa se dirigir até uma delegacia de polícia”, declarou Wagner.

O delegado seccional considerou a ideia do vereador positiva e disse que irá atender ao pedido. Um dos equipamentos já foi encaminhado para manutenção. “Conversaremos agora com a direção da Unicamp para verificarmos questões como internet e o local para instalar o terminal”, relatou.

Dados da Seccional apontam que em torno de 70% das ocorrências registradas nas unidades policiais são de menor potencial ofensivo – crimes com penas de até dois anos –, o que permite o registro do BO na Delegacia Eletrônica. São 11 tipos de ocorrências: desaparecimento de pessoa; roubo/furto de veículo; roubo em que não haja danos e nem vítima de lesão corporal ou morte; furto ou perda de documentos; furto ou perda de objetos; encontro de pessoa desaparecida; injúria, calúnia ou difamação; e casos de acidente de trânsito sem vítima.

*Informações do Gabinete Parlamentar

Comentários