Esportes RMC 

Vôlei Renata valoriza força coletiva na reta final da Superliga

O Vôlei Renata entrará ainda mais fortalecido na sequência de jogos fora de casa que vai marcar o final da primeira fase da Superliga Masculina. A vitória sobre o Sesc-RJ, por 3 a 1, vice-líder, no último final de semana, encheu o time campineiro de confiança às vésperas do playoff e destacou a força coletiva da equipe.

“É um jogo coletivo né?! Jogamos como equipe. O Diogo estava bem, o Vini, o Júnior, todo mundo. Muitas vezes usamos a individualidade para decidir um jogo, mas quando o coletivo funciona, o time vai bem”, comentou o oposto Leandro Vissotto. Vissotto tem sido um dos principais jogadores do Vôlei Renata na Superliga. Ele é o segundo maior pontuador da competição, com 322 acertos.

Na última partida, porém, o oposto dividiu a responsabilidade de colocar a bola no chão com Diogo, que terminou como maior pontuador do duelo (19) e levou o troféu Viva/Vôlei de melhor em quadra. “Todos foram fundamentais e deram sua contribuição. O troféu teve que acabar com alguém e dessa vez terminou comigo, mas poderia ser de qualquer um”, acrescentou o camisa 7.

Um dos líderes do Vôlei Renata dentro de quadra, Vini também valorizou o coletivo. “Fico feliz de ver a equipe inteira, desde o staff até os jogadores, cumprirem a missão. Era o momento de mostrar garra e jogar assim. Demos um passo importante. Temos mais dois jogos, desafios complicados, mas sabemos que o nível de exigência e intensidade que vamos ter que apresentar nestas partidas e nos playoffs vai ser bem parecido com o que tivemos no sábado”, completou o central.

Classificados aos playoffs, com 28 pontos, o Vôlei Renata encerra a primeira fase com dois jogos fora de casa. Na próxima quarta-feira (14), os campineiros enfrentam o Sada/Cruzeiro, às 20h30, em Contagem e depois enfrentam o Copel/Telecom Maringá, no sábado (17), às 21h30, no Chico Neto.

Comentários
Compartilhar

Leia também...