Vereadores criticam novas nomeações feitas por Denis Andia

IMG_88241

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Santa Bárbara d’Oeste, realizada no dia de ontem (19), não teve projetos na pauta. Na ordem do dia foram apresentadas apenas 16 moções e dois vetos, dos quais um foi rejeitado e outro aprovado. O destaque da sessão, no entanto e que gerou críticas de alguns vereadores, ficou por conta da edição de 34 novas portarias apresentadas pelo Poder Executivo. Destas, 14 corresponderam a cargos dentro da estrutura da secretaria de Educação, atribuindo as funções de assessor técnico pedagógico e diretores de unidades escolares. O que gerou polêmica foram as demais 20 portarias, das quais dez correspondem a renomeações em cargos de comissão de funcionários que já possuíam portarias. Na edição de tais portarias o Executivo deixou claro se tratar de funcionários concursados. Também ouve a promoção de dois funcionários de confiança, contratados no ato da posse do prefeito Denis Andia, sendo uma delas que atua diretamente no gabinete. Completando o total de portarias, houve a contratação de mais oito novos funcionários em cargos de confiança, em cargos e salários diversos. Destes, alguns concorreram ao cargo de vereador na última eleição municipal. Os maiores críticos de tal medida da Administração Municipal foram os vereadores Ademir da Silva (PT) e Erb de Oliveira Martins, o Uruguaio (PPS). Segundo os vereadores, tais funcionários teriam sido admitidos em cargos em nível menor e com salário menor, e que agora foram beneficiados com cargos melhores e salários maiores, numa ascensão meteórica: em menos de dois meses. Vale destacar que no mesmo ato também foi editada a portaria de nomeação do novo secretário municipal de Segurança, Trânsito e Defesa Civil, o delegado Rômulo Gobbi, que ainda não havia sido nomeado devido aos trâmites necessários para o afastamento de suas funções como delegado junto ao comando da Polícia Civil.

Comentários

Comments are closed.