Vacinação contra febre amarela será feita apenas com agendamento prévio em Nova Odessa

Munícipes que viajarão para áreas consideradas de risco devem ser imunizados; agendamento será feito exclusivamente por telefone

 

A Secretaria de Saúde de Nova Odessa anunciou mudanças na vacinação contra a febre amarela. A partir da próxima semana, pacientes que precisam tomar a vacina deverão agendar horário para a imunização através do telefone 3476-5180. O agendamento será feito exclusivamente por telefone e apenas para munícipes que viajarão para áreas consideradas de risco. A medida tem objetivo de evitar filas nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

 

“Temos feito uma série de adequações desde que foi iniciada a vacinação contra a febre amarela, sempre buscando oferecer mais conforto aos pacientes e também melhor estrutura aos profissionais da rede pública”, afirmou o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato. “Nas últimas semanas, identificamos algumas situações que nos levaram a implantar o agendamento, entre elas pacientes se deslocando desnecessariamente durante a madrugada para pegar senhas para a vacinação, pessoas guardando lugar na fila, entre outros casos”, continuou.

 

“Manteremos a orientação que recebemos da Secretaria de Estado da Saúde de imunizar apenas pacientes que se deslocarão para as áreas consideradas de risco”, explicou.

 

Com a mudança, pacientes que precisam tomar a vacina deverão marcar previamente o horário para a imunização. O agendamento será feito sempre às segundas e terças-feiras, das 8h às 11h e das 13h às 15h, exclusivamente pelo telefone 3476-5180. O paciente deverá estar munido do Cartão do Ambulatório ou documento na hora do agendamento.

 

“Como teremos um feriado no começo da próxima semana, excepcionalmente faremos o agendamento nos dias 02 e 03 de maio. Depois, o agendamento passa a ser feito às segundas e terças-feiras”, disse o secretário.

 

Segundo ele, a implantação de dias e horários específicos para o agendamento tem objetivo de minimizar impactos na rotina interna da Secretaria de Saúde. “Pedimos a colaboração e compreensão da população para que façam o agendamento nos dias e horários especificados”, afirmou.

 

Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Paula Mestriner explicou que a aplicação da vacina continua sendo feita às terças-feiras na UBS do Jardim Alvorada e às quartas-feiras na UBS I, no Centro. “Os locais para aplicação de vacina seguem os mesmos. No entanto, só serão vacinados pacientes que fizeram o agendamento. Se algum munícipe chegar direto na UBS, será orientado a ligar para agendar o procedimento”, explicou.

 

A coordenadora ressaltou ainda que a vacinação será feita de acordo com o número de vacinas encaminhadas pelo GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica) da Secretaria de Estado de Saúde. “Faremos o agendamento de acordo com a quantidade de doses que temos. No mês de maio, vacinaremos 160 pessoas”, explicou.

 

Para ser vacinado, o paciente que realizou o agendamento deverá comparecer no posto de saúde munido dos documentos pessoais. “É como em uma consulta. O paciente vai no dia e hora marcada até a UBS indicada no momento do agendamento, apresenta documentos e é vacinado”, disse. “Com isso, evitamos filas e também conseguimos manter organizada nossa estrutura interna, sem comprometer o restante do atendimento na UBS”, explicou.

 

ÁREAS DE RISCO – A coordenadora da Vigilância Epidemiológica ressaltou que em Nova Odessa não foram registrados casos da doença em humanos ou mortes de macacos e que, por isso, a cidade não foi incluída nos municípios considerados de risco.

 

Ela lembrou que o Ministério da Saúde anunciou recentemente que seguirá recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde) para aplicação de dose única contra a doença. “O Ministério da Saúde determinou que quem já tomou uma dose da vacina, independente do tempo em que foi feita a imunização, não precisa de reforço, já sendo considerado imune”, explicou.

 

Paula destacou também os riscos de reação à vacina contra a febre amarela, que pode causar desde uma reação sistêmica que vai de sintomas da doença até algo mais grave, podendo, inclusive, levar o paciente à morte. Febre, dores de cabeça, no corpo e atrás dos olhos são alguns dos sintomas da febre amarela que podem ocorrer após a imunização.

 

A vacina pode ser aplicada em pacientes de nove meses a 59 anos. No entanto, pessoas com imunidade comprometida como pacientes em quimioterapia ou rádio, gestantes e mulheres amamentando, portadores de HIV/AIDS, em uso de corticoides ou alguma outra doença imunossupressora não podem tomar a vacina.

 

SERVIÇO:

AGENDAMENTO PARA VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AMARELA

Às segundas e terças-feiras, das 8h às 11h e das 13h às 15h pelo telefone 3476-5180

 

 

Comentários
Posted Under