Thiago Brochi propõe criação do programa “Americana Consciente”

O vereador Thiago Brochi (PSDB) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um projeto de Lei em que propõe a instituição do programa “Americana Consciente”.

 

De acordo com a propositura, o programa visa o enfrentamento coletivo do consumo de álcool por crianças, adolescentes e adultos, com o intuito de diminuir os problemas nas esferas social e da saúde. O projeto visa promover a realização de campanhas, bem como projetos culturais e educativos nas escolas e na comunidade, junto com profissionais da área, cuja finalidade é desenvolver a conscientização aos danos causados à saúde e à vida, bem como expor as situações de violência e criminalidade associadas ao uso prejudicial de bebidas alcoólicas.

 

“Para os adultos, esse programa demonstra-se de importância, pois frequentemente na imprensa observamos notícias relacionadas a acidentes de trânsito causados por pessoas embriagadas ao volante, que resultam, na maior parte das ocorrências, óbito das vítimas. É de conhecimento de todos que pessoas sob o efeito de álcool apresentam dificuldades de percepção, coordenação motora e concentração, resultando na redução drástica da capacidade de dirigir”, afirma Brochi.

 

“Com relação às crianças e adolescentes, observa-se que o consumo de álcool está cada vez mais precoce e a inclusão destes no programa reforça a construção de uma geração mais consciente e humana”, acrescenta.

 

Brochi explica que entre as diretrizes do programa, destaca-se a de estabelecer ações de gestão e execução na esfera municipal, visando combater o comércio e o consumo de álcool por menores, bem como incentivar o consumo consciente nos adultos. “A intenção com o presente projeto de lei é ensejar grande reflexão social não só para crianças e adolescentes, mas também para os adultos, atingindo assim, o âmbito familiar e, consequentemente, melhorar a relação entre pais e filhos”, finaliza.

 

O projeto de lei será encaminhado às comissões pertinentes e, não havendo impedimento legal para tramitação, será discutido e votado pelos vereadores em plenário, durante sessão ordinária.

Comentários