Show de física, um desafio para a imaginação das crianças do Boldrini

Com grande expectativa, as crianças em tratamento no Centro Infantil Boldrini assistirão a um Show de Física no dia 2 de setembro, às 10 horas, no hall do prédio da Reabilitação. A iniciativa é do grupo de alunos da empresa júnior dos Institutos de Física e Matemática da Unicamp. No espetáculo de duas horas serão apresentados doze experimentos de física para mostrar diversos fenômenos que envolvem a plateia.

 

Segundo a coordenadora de Projetos Socioeducativos da empresa júnior, Júlia Bertagna, “física é muito mais que várias fórmulas na lousa. E é isso que queremos mostrar no Boldrini. A ideia é cativar as crianças pela física, mostrando a beleza das coisas simples que as cercam no dia a dia com música e humor. O objetivo do projeto é simplesmente divulgar ciência. Levar a todos o que é realmente a física, o que é realmente a ciência. Fazer isso de maneira interativa e experimental, mostrando o quanto a física está no nosso dia a dia”.

Entre os experimentos que serão apresentados para as crianças do hospital estão um gerador de Van der Graff e o de nitrogênio líquido. Segundo Júlia, “o primeiro consiste em um gerador elétrico, que por meio do atrito entre uma fita de borracha e o metal, concentra cargas elétricas na ‘cabeça’ do equipamento. Assim, ao aproximar o braço é possível sentir um pequeno choque. Também podemos aproximar uma lâmpada tubular e as crianças podem vê-la acender. E as cargas concentradas fazem com que os fios de peruca se levantem”.

“O experimento de nitrogênio líquido é utilizado para mostrar o efeito de se resfriar materiais orgânicos que possuem muita água e por isso quebram quando resfriados. Mostrar o efeito sobre balões de ar, que murcham quando resfriados e ainda o efeito sobre materiais condutores de eletricidade, que aumentam a condutividade quando resfriados” explica Júlia.

 

Centro Infantil Boldrini – Maior hospital da América Latina no atendimento a portadores de doenças onco-hematológicas da criança e do adolescente, localizado em Campinas (SP), o Centro Boldrini atualmente atende cerca de 10 mil pacientes, a maioria (80%) pelo Sistema Único de Saúde (SUS), vindos de várias cidades brasileiras e alguns de países da América Latina. Um dos hospitais mais avançados do país, o Boldrini reúne alta tecnologia em diagnóstico e tratamento clínico especializado, com índice de cura de 70% a 80% em alguns tipos de câncer ? comparáveis ao Primeiro Mundo, disponibilidade de leitos e atendimento humanitário às crianças portadoras dessas doenças. www.boldrini.org.br

 

Comentários