Secretaria de Saúde de Iracemápolis orienta profissionais sobre procedimento correto ao encontrar macacos mortos

Preocupação está em apurar se os animais estão morrendo em decorrência de febre amarela

O aparecimento de macacos mortos em áreas rurais tem colocado as autoridades de saúde de todo o estado de São Paulo em alerta. A preocupação está em apurar se os animais estão morrendo em decorrência de febre amarela.

Diante disso, o Governo do Estado lançou um protocolo de coleta de amostras que deve ser seguido à risca pelos municípios paulistas, caso se deparem com um desses casos.

Em Iracemápolis, para divulgar o protocolo, a Prefeitura organizou um evento na tarde de quarta (5) com trabalhadores da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, agentes de saúde e representantes de empresas como Usina Iracema e Mercedes Benz.

“O objetivo foi passar o procedimento correto a ser aplicado. Convocamos esses profissionais porque eles costumam trabalhar em áreas rurais”, informou André Cândido de Souza, que coordena o setor municipal de Vigilância em Saúde.

“Basicamente, a orientação é: encontrou morto, não mexe; avise imediatamente o setor de Saúde para que sejam tomadas as medidas cabíveis”, completou.

O vice-prefeito e secretário de Saúde, Messias de Oliveira, informou que não há casos confirmados da doença em humanos na região, mas que o alerta deve ser sempre reforçado.

“Estamos atentos a esse assunto e ampliando a fiscalização”, informou.

 

Foto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Iracemápolis

 

 

Comentários