Saiba quais são os efeitos do jet lag no organismo

A mudança brusca de fusos horários nas viagens causa alguns problemas, como cansaço, irritação, insônia e até câncer

 aviao-37145

Você viaja muito e sofre com o fuso-horário? Demora para voltar à rotina? Fica com sono o dia inteiro? Veja, abaixo, algumas dicas de como amenizar esses sintomas.

 

1. Relógio biológico

O ciclo de funcionamento do corpo tem cerca de 24 horas de duração e é influenciado pelas noções de claro e escuro. É o ritmo circadiano: ao anoitecer, menos luz chega à retina, que envia uma mensagem ao núcleo supraquiasmático. Por sua vez, a estrutura manda a glândula pineal produzir o hormônio melatonina, cuja maior função é preparar o terreno para o sono.

 

2. Pilhas descarregadas

A melatonina é responsável por dar sinal verde à secreção de insulina, hormônio que trabalha para colocar a glicose – fonte de energia – dentro das células de todo o corpo. Na viagem, a liberação de insulina acontece em descompasso com o novo fuso, o que pode causar problemas no sistema digestivo e aumentar o cansaço e a fadiga.

 

3. Bocejos desencontrados

Ao se deparar com horários diferentes dos quais está acostumado, o relógio biológico do viajante entra em parafuso: a melatonina é produzida seguindo os intervalos anteriores e a vontade de ir para debaixo do edredom aparece em momentos que não batem com a nova realidade.

 

4. Cuidado com o turista bravo

A substância indutora de sono tem uma forte relação com hormônios que promovem o bem-estar. Quando esses agentes da alegria não vêm à tona, surgem a irritação e a rabugice, também impulsionadas pelas noites maldormidas e pela secreção de cortisol, um hormônio estressante. Em situações extremas, uma leve depressão não está descartada.

 

5. Viajar não é saudável?

Para profissionais que se expõem cronicamente ao jet lag, casos de pilotos e aeromoças, a situação é mais complicada. Em longo prazo, a melatonina desregulada traz problemas na circulação, no sistema imunológico e pode até mesmo patrocinar o surgimento de tumores.

 

Como driblar o descompasso?   Estratégias que garantem uma estada mais tranquila.

· Habitue-se antes

Durma mais cedo ou mais tarde nos dias que antecedem o passeio, acostumando-se aos poucos ao fuso do local.

· Cuidado com a alimentação

Não exagere na comida e na bebida antes do voo.

· Use óculos escuros

Você controla a luz que chega aos seus olhos e ajuda o corpo a se adaptar.

· Tenha uma pescoceira

Ela garante mais conforto e uma posição correta para os cochilos no avião.

· Coloque fones de ouvido

Valem também os protetores auriculares. Os dois abafam o som ambiente.

· Arrume o relógio

Antes de pousar em seu destino, acerte os ponteiros com a hora local.

· Respeite os novos horários

Ao chegar, seja insistente: faça suas atividades de dia e procure deitar-se à noite.

Fonte: Abril
Comentários