Piracicaba RMC

Região receberá núcleo de formação ecoprofissional para jovens


Precursora do Empreendedorismo Socioambiental no Brasil, a agrônoma Ondalva Serrano esteve em Piracicaba (SP) ontem (18) para divulgar sua proposta metodológica de formação da juventude para o ecomercado de trabalho e colaborar com a “Construção de um Núcleo de Formação Ecoprofissional de Jovens na Estação Experimental de Tupi” – tema do workshop que ministrou na Esalq-USP, prestigiado pela Maestrello Consultoria Linguística, empresa novaodessense que também promove curso nessa área.

A convite da responsável pelo horto do distrito piracicabano, Maria Luísa Bonazzi Palmieri, e do professor do Departamento de Ciências Florestais da universidade, Marcos Sorrentino, Ondalva palestrou para educadores, estudantes, gestores públicos e representantes de organizações sociais, todos interessados em reproduzir na região o Programa de Jovens – Meio Ambiente e Integração Social (PJ-MAIS), que é desenvolvido há cerca de 20 anos na Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo (RBCV), por meio de parceria entre o Instituto Florestal (IF) e o Instituto Auá (antiga Associação Holística de Participação Comunitária Ecológica), o qual a agrônoma é sócio-fundadora.

Desde 1996, o programa já foi executado em 16 municípios. Atualmente, quatro cidades/núcleos estão com ele em operação: Cajamar, Cubatão, Paraibuna e Parelheiros. “Será a primeira vez que o PJ-MAIS irá para além do Cinturão Verde. Devemos fazer deste novo núcleo um polo radiador da metodologia”, pontuou Ondalva.

Entre mais de 400 reservas da biofera no mundo, a RBCV foi contemplada com um financiamento da ONU, em 2001, depois que o PJ-MAIS venceu como melhor projeto desenvolvido em reservas da América Latina e Caribe, em premiação da Unesco. Quatro anos mais tarde, o programa ganhou outro concurso internacional, o Development Marketplace, do Banco Mundial, como experiência de educação relevante, disputando com 2,7 mil concorrentes.

“O intuito do workshop foi conhecermos a metodologia, para encartarmos os participantes e viabilizarmos a construção do programa em Piracicaba”, afirmou Maria. “Para não ficarmos reféns da burocracia do Poder Público, é fundamental trabalharmos em parceria com organizações sociais, empresas e pessoas comprometidas com essa causa”, ressaltou Sorrentino.

Justificativa

Na tentativa de explicar a viabilidade do PJ-MAIS local, o biólogo Cristiano Pastor apresentou, no evento, o espaço educador “Estação Travessia”, que, entre 2007 e 2014, reuniu 50 jovens do Tupi, de 16 a 18 anos, para ensinar o desenvolvimento sustentável a partir da agroecologia. “Geramos oportunidades de aprendizado para os garotos – todos moradores da zona rural -, com base no tripé da sustentabilidade. Sempre em contato com a natureza, eles participavam de processos e atividades pedagógicas, divididas em cinco passos: ritmo, reconhecimento, planejamento, implantação e avaliação”, informou o facilitador do projeto.

Após a palestra, o público participou de atividades que estimularam a reflexão para a ação. “Os participantes tiveram de pensar em seus dons e imaginar como eles podem contribuir com o desenvolvimento do programa. Foi gratificante notar a identificação do grupo com a proposta e sua disposição para fazer acontecer cada módulo e disciplina”, destacou a organizadora do workshop.

Realizado em dois de anos, o PJ-MAIS é dividido em quatro módulos, de seis meses cada. O primeiro aborda a “Ecoformação”, o segundo a “Autoformação”, o terceiro a “Heteroformação” e o último faz a “Integração” dos saberes estudados. As disciplinas obrigatórias são “Formação Integral” e “Produção e Manejo Agrícola e Florestal Sustentável”; as opcionais tratam da “Agroindústria Artesanal”, “Turismo Sustentável” e “Consumo, Lixo e Arte”.

“A proposta do nosso Curso de Empreendedorismo Socioambiental também está alinhada à formação desta rede de jovens ecoprofissionais para a região. Esperamos poder unir a metodologia da Ondalva com o método Maestrello, em favor do novo núcleo que está sendo criado”, comentou Ana Lúcia Maestrello, educadora e diretora executiva da consultoria educacional de Nova Odessa (SP).

Segundo a representante do IF, Elaine Aparecida Rodrigues, o processo educativo formativo do PJ-MAIS estimula o protagonismo juvenil e o despertar de todas as potencialidades latentes no jovem e cria oportunidades de vivências produtivas e reflexivas de bens e serviços, desenvolvendo a capacidade de iniciativa. “Muitos trabalhos de nossos alunos já foram premiados no Brasil e internacionalmente, mas quase não teve divulgação. Reconhecemos que o programa precisa ganhar mais visibilidade, e a formação do núcleo de Tupi deve colaborar com isso”, projetou Elaine, já vislumbrando uma parceria com a Maestrello para a promoção do PJ-MAIS graças à força do Jornalismo Ambiental fomentado pela empresa social.

Fundada em 2008, a Maestrello Consultoria Linguística é uma startup educacional que objetiva disseminar o conhecimento para atender o interesse público e acelerar o processo de aprendizagem por meio de sua metodologia exclusiva, trabalhando por uma natureza mais equilibrada e sociedades sustentáveis, graças à sua força comunicativa socioambiental

 

 

Assessoria de imprensa

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br