Quatro dicas para exterminar a autossabotagem profissional


Professor da IBE-FGV fala sobre um comportamento comum que pode ser eliminado com atitudes simples

Seja na vida pessoal ou profissional, o hábito da autossabotagem se tornou corriqueiro na vida de muita gente. Para ajudar a enxergar e exterminar esse mal, o professor de Marketing e Gestão de Pessoas da IBE-FGV, André Ortiz, doutorando em Neuromarketing pela Florida Christian University, apontou quatro dicas.

 

1 – Identifique as pessoas que te contaminam

Sabe aquela famosa frase “diga-me com quem andas e te direi quem és”? Pois é, ela está completa de razão, de acordo com Ortiz. Ele destaca que a maioria das organizações costumam ser espécies de “vampiras” emocionais ou de oxigenarem o cérebro. “Explico: se você anda com indivíduos que estão sempre reclamando da vida, por exemplo, você tende a fazer o mesmo”, diz o especialista.

Segundo ele, se o profissional está em um ambiente ruim, talvez esteja se autossabotando sem nem perceber. “Tome cuidado com os bate-papos, assuntos, objetivos e sonhos divididos com essas pessoas. Comece a filtrar suas companhias e veja como sua vida pode melhorar”, recomenda.

2 – Cuidado com os pensamentos repetitivos

Muitas pessoas estão em um estado de depressão porque focam em assuntos do passado. Esses pensamentos repetitivos colocam os indivíduos para baixo, tornando-os sem ação.

“Mas, saiba que você tem o poder de gerenciar os seus pensamentos. Não foque no que já passou. Deixe para lá o que você fez de errado e não pense porque deu certo naquela época e agora não, por exemplo”, exemplifica. A dica é não reviver o passado. “Lembre-se de quem você é e viva o presente”.

3 – Tenha sonhos

“Já experimentou sair de barco, navio ou lancha sem a bússola? Sem objetivo sobre o destino? Eu também não, mas imagino que o desespero seja parecido com o das pessoas que não têm sonhos e objetivos claros na vida”, comenta ele.

André Ortiz ainda vai além e diz que as pessoas que não têm sonhos costumam se sabotar, mesmo sem saber. “Os dias ficam vazios, já que não há um objetivo específico para levantar da cama todos os dias e correr atrás. Por isso, tenha sonhos e estabeleça metas”, enfatiza.

 

4 – Foque na ação

De acordo com o especialista, também não basta só pensar no que se quer para a vida. É preciso agir. “Não seja irresponsável consigo mesmo. Esteja certo que você é o único responsável pelo seu presente e futuro”.

Porém, não basta apenas sonhar, é preciso também agir e parar de procrastinar. Realização exige mudanças imediatas. “Seguindo esses simples passos, aos poucos você perceberá como se tornará uma pessoa melhor e com mais garra. Sabote a autossabotagem e aproveite a vida”, conclui.

Assista o vídeo completo com as quatro dicas para exterminar a autossabotagem em:

André Ortiz

De ex-vendedor de jornal em feira a professor da Fundação Getulio Vargas em todo o Brasil, André Ortiz é doutorando, mestre em Administração de Empresas e acumula mais de 20 anos de carreira em vendas, como executivo na Ambev, Claro, Nextel e HSBC. É consultor empresarial, escritor, palestrante profissional e autor de 24 DVDs, três livros e mais de 700 vídeos de treinamento E-learning (EAD).

 

Em mais de 10 anos de consultoria, Ortiz ministrou mais de 1.000 palestras de vendas e motivação em todos os estados do Brasil, onde esteve em mais de 400 empresas. Cerca de 3.000.000 de pessoas já o assistiram.

 

 

 

 

 

Comentários