Projeto barbarense de Saúde Mental é destaque no Estado

Uma Rede de Atenção Psicossocial com foco no acolhimento aos usuários dos serviços de Saúde Mental. Ações que visam o respeito aos direitos humanos, autonomia e liberdade aos pacientes barbarenses. Com esse projeto “Construção da RAPS em Santa Bárbara d’Oeste”, o Município foi destaque no Estado e recebeu Menção Honrosa durante a 14ª Mostra de Experiências Exitosas dos Municípios e 7º Prêmio David Capistrano, durante a realização do 31º Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo, entre 22 e 24 desse mês, em Santos. De 400 trabalhos expostos, 20 foram premiados e serão publicados na Revista BIS (Boletim do Instituto de Saúde) com distribuição em toda a América Latina.

O prêmio representa o reconhecimento do mérito dos atores envolvidos e é um incentivo às experiências transformadoras na gestão municipal do SUS. “O Departamento de Saúde Mental foi totalmente reestruturado nos últimos anos, desde o início da gestão do prefeito Denis Andia, e os resultados que temos obtido são muito animadores, percebemos nossos profissionais cada vez mais motivados, com novos projetos e ideias surgindo a cada dia. Gostaria de parabenizar toda a equipe da Secretaria de Saúde por essa construção coletiva. A nossa participação no Congresso foi muito proveitosa, além dos trabalhos que apresentamos, voltamos com diversas ideias para colocar em prática nos próximos anos”, destacou a secretaria de Saúde, Lucimeire Cristina Coelho Rocha.

O Projeto “Construção da RAPS em Santa Bárbara d’Oeste” trata sobre a construção da Rede de Atenção Psicossocial – RAPS em Santa Bárbara d’Oeste a partir de 2013. Os resultados obtidos foram a saída de um modelo exclusivamente ambulatorial e manicomial para um modelo preconizado pela Reforma Psiquiátrica e de acordo com as Políticas Nacionais em Saúde Mental.

Santa Bárbara teve outros quatro projetos selecionados, a “Oficina Colcha de Retalhos”, também da Saúde Mental; “A Transversalidade das Experiências na Gestão e Construção da Rede em Saúde”, do Setor de Planejamento/Educação Permanente; e “Trajetória Clínica das Mulheres que Realizaram Mamografia no Município de Santa Bárbara d’Oeste no Período de Março a Julho de 2015 e Análise dos Resultados Alcançados”, da Atenção Básica/Saúde da Mulher.

 

Assessoria de imprensa

Comentários