Produtos de limpeza podem causar alergia aos pets

Alguns cuidados garantem a higiene da casa sem prejuízo à saúde dos animais

Apesar dos diversos benefícios e facilidades que alguns produtos de limpeza trazem à nossa rotina, alguns deles podem fazer mal para a saúde dos animaizinhos domésticos. Nesse cenário, as alergias são as patologias mais reincidentes.

A mais comum delas é a dermatite, que surge devido ao contato físico do pet com o produto. Segundo o médico veterinário e fundador da Petlove Márcio Waldman, essa alergia geralmente ocorre com animais que possuem maior sensibilidade ou que apresentem áreas do corpo com pouca cobertura de pelo. “Nesse caso, os sintomas são coceira e vermelhidão local”, destaca. Além disso, produtos com cheiro muito forte podem causar a temida atopia, cujos sintomas mais comuns são espirros e prurido.

Para evitar tais inconvenientes, é preciso muito cuidado na hora de selecionar os produtos de limpeza que serão utilizados na casa e, preferencialmente, serem aplicados nos locais em que os pets circulem com menos frequência. “Muitos donos de pets, porém, dizem que utilizam itens cada vez mais potentes devido ao próprio cheiro exalado por eles, o que é um grande equívoco”, aponta o veterinário.

Segundo Waldman, para evitar o mau cheiro dos pets, é essencial que o responsável tenha bastante atenção, em primeiro lugar, com a higienização. “O odor indesejado pode ser resultado de algumas doenças, como seborreia, otite, problemas nas glândulas adanais e até da presença de tártaro”, explica. “Também é essencial ensiná-los, desde pequenos, a fazer as necessidades em um lugar específico e reservado”, reitera.

Outra forma de combater o cheiro e a sujeira dos pets é a utilização de produtos especializados. Há, por exemplo, sprays que acabam com manchas e mau cheiro da urina de cachorros e gatos. Também existem desinfetantes que higienizam o ambiente sem prejuízo para os pets.

Em qualquer situação em que for observado algo de diferente no comportamento ou no aspecto físico do animal, o especialista recomenda procurar um médico veterinário, pois somente ele conseguirá detectar a singularidade do problema e indicar o tratamento mais adequado.

PETLOVE

Médico veterinário: Márcio Waldman

Endereço: www.petlove.com.br

Fonte: Jornal do Lulu

Comentários