Procon orienta consumidores sobre a greve dos funcionários dos Correios

Há três semanas parte dos funcionários dos Correios de Americana aderiu à greve da estatal e suspendeu a entrega das cartas simples aos munícipes, além dos serviços de Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária. Por isso, o Procon elenca informações importantes para o consumidor se precaver e não ter prejuízos com a situação:

1. Quem contratar serviços dos Correios, como a entrega de encomendas e documentos, e estes não forem prestados, tem direito a ressarcimento ou abatimento do valor pago. Nos casos de danos morais ou materiais pela falta da prestação do serviço, cabe também a indenização por meio da Justiça.

2. Em casos de ter adquirido produtos de empresas que fazem a entrega pelos Correios, essas são responsáveis por encontrar outra forma para que os produtos sejam entregues ao consumidor no prazo contratado.

3. Empresas que enviam cobrança por correspondência postal são obrigadas a oferecer outra forma de pagamento que seja viável ao consumidor, como internet, sede da empresa, depósito bancário, entre outras.

4. Não receber a fatura, boleto bancário ou qualquer outra cobrança, que saiba ser devedor, não isenta o consumidor de efetuar o pagamento. Se não receber boletos bancários e faturas, por conta da greve, o consumidor deverá entrar em contato com a empresa credora, antes do vencimento, e solicitar outra opção de pagamento, a fim de evitar a cobrança de eventuais encargos, negativação do nome no mercado ou ter cancelamentos de serviços.

Apesar da greve, a rede de atendimento dos Correios está aberta em todo o país, e todos os serviços continuam disponíveis, inclusive o Sedex e o Pac. O consumidor que tiver dúvidas ou quiser fazer uma reclamação pode procurar o Procon pessoalmente, Avenida Brasil, 85, Centro, pelo telefone (19) 3475-9000 ou pelo e-mail: imprensa@americana.sp.gov.br.

 

Unidade de Imprensa

Comentários