PPS e PMN se unem e dão origem a um novo partido para corrida eleitoral de 2014

Fusão deve ser confirmada nesta quarta-feira com a formação da Mobilização Democrática

Está marcada para esta quarta-feira (17) o congresso conjunto entre PPS (Partido Popular Socialista) e PMN (Partido da Mobilização Nacional) que deve formalizar a fusão entre as duas legendas.

A união dará origem a um novo partido que, apesar de pequeno, é cobiçado por todos os candidatos que vão fazer oposição à Dilma Rousseff nas eleições de 2014.

O nome mais cotado para a nova legenda é Mobilização Democrática, mas o partido ainda não definiu como vai se posicionar na corrida eleitoral do ano que vem.

O presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), diz que todas as possibilidades ainda são consideradas.

— O partido tem algumas tendências, inclusive a da candidatura própria. Existem aqueles que imaginam que essa fusão pode ajudar, e muito, a possível candidatura do governador Eduardo Campos. Existem aqueles que acham Aécio [Neves] o nome mais significativo da oposição e que deveríamos marchar juntos. Existem até aqueles que veem Marina [Silva].

Disputado

Outra possibilidade que pode alterar o cenário eleitoral de 2014 e a possível filiação do tucano José Serra ao novo partido. De acordo com o Roberto Freire, o convite continua de pé, mas Serra ainda não se manifestou.

No início do ano, o presidente do PPS convidou Serra a integrar a legenda, caso ele decidisse de desfiliar do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira). Isso porque o nome tucano mais forte para disputa presidencial é o do senador Aécio Neves (MG), mas Serra não estaria disposto a ficar de fora das eleições.

Sobre a possível candidatura de José Serra pelo Mobilização Democrática, Freire disse que o assunto não é discutido entre os dirigentes.

O presidente do PPS acredita que a união dos dois partidos fará diferença no processo eleitoral. Um dos motivos é o tempo de televisão durante a campanha que a nova legenda pode oferecer ao candidato que apoiar.

—Isso coloca o PPS, o PMN e essa nova força que surge como um protagonista do processo político na sucessão de 2014.

A nova legenda também deve atrair deputados de outros partidos que têm interesse em disputar cargos no Senado e até nos governos dos Estados, mas não têm espaço dentro de suas legendas de origem.

Dirigentes de partidos como PSD (Partido Social Democrático) começam a se mobilizar para evitar uma debandada de filiados.

Comentários

Notícias Relacionadas

VIRADA CULTURAL: Orquestra Brasileira e Mazinho Qu... O cantor e compositor Mazinho Quevedo encerrou o cronograma de apresentações da Praça Coronel Luiz Alves, no Centro de Santa Bárbara d’Oeste. Mazinho ...
Inédita no Brasil, multa para usuários de drogas s... Proposta inédita no Brasil, o projeto de lei de autoria do vereador Nelson Hossri (Podemos) que aplica multa para usuários de drogas ilícitas em espaç...
Obras do HM estão paralisadas A obra de ampliação do HM contabiliza um atraso de um ano e cinco meses Foto: João Carlos Nascimento As obras de ampliação do HM (Hospital Municip...
Idosa que esperava vaga em UTI há 8 dias morre em ... Demora superou em 16 vezes o tempo máximo indicado para transferência. Sônia da Silva, de 78 anos, estava desde dia 12 em emergência de hospital. ...