Ponte Preta passa no teste e derrota o Palmeiras no Moisés Lucarelli


Em seu primeiro grande teste no Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta deu mostras de que pode lutar por algo a mais do que só contra o rebaixamento. Na tarde deste sábado, no Estádio Moisés Lucarelli, a equipe campineira derrotou o Palmeiras pelo placar de 2 a 1, conquistando assim sua primeira vitória no torneio. Os gols foram marcados por Felipe Azevedo. Moisés diminuiu.

Com a derrota, o Palmeiras volta a colocar o pé no chão após a vitória convincente, por 4 a 0, diante do Atlético-PR, na estreia, ficando com apenas três pontos. A Ponte Preta, por sua vez, que empatou por 0 a 0 diante do Figueirense na primeira rodada, fica com quatro.

O Palmeiras não se encontrou no primeiro tempo contra a Ponte Preta. Vitor Hugo, Thiago Martins e Egídio batiam cabeça, enquanto Matheus Jesus liderava a equipe campineira e envolvia os jogadores adversários. Aos 23 minutos, o placar foi inaugurado. Após cobrança de falta de Ravanelli, Felipe Azevedo desviou de cabeça para o gol.

O Palmeiras até começou melhor. Cleiton Xavier perdeu duas boas chances de gol. Uma delas, parou na grande defesa de João Carlos. O goleiro segurava lá atrás, e do meio para frente, a Ponte jogava com tranquilidade, com um bom toque de bola e jogadas de velocidade pelos lados de campo. Aos 32 minutos, a equipe campineira ainda fez mais um. Matheus Jesus acionou Reinaldo. O lateral foi até a linha de fundo e cruzou para Felipe Azevedo, que só teve o trabalho de empurrar.

A partida ainda ficou cerca de dois minutos paralisada por conta de alguns sinalizadores. Depois que a fumaça abaixou, a bola voltou a rolar. A Ponte Preta administrou o resultado. Já o Palmeiras não conseguiu passar do meio de campo no final da partida. Cleiton Xavier ainda mostrava alguns lampejos, porém, Gabriel Jesus e Alecsandro estavam apagados.

Com 2 a 0 no placar, Cuca colocou o time ainda mais ao ataque. Rafael Marques e Dudu entraram e deram mais velocidade ao time. A Ponte Preta, porém, recuou sua marcação e começou a marcar atrás da linha do meio de campo. Pior para o Palmeiras, que precisou de 22 minutos para chegar com perigo. Moisés dividiu a deixou a bola para Gabriel Jesus. O atacante chutou para grande defesa de João Carlos.

O time campineiro começou a administrar o resultado e apostou nas jogadas de contra-ataque para matar o jogo, mas quem chegou ao gol foi o Palmeiras. O árbitro, porém, pegou posição irregular de Gabriel Jesus. O atacante dominou a bola dentro da área e mandou de cobertura, mas nada valeu. A resposta veio com Cristian. O meia chutou de longe e Fernando Prass desviou. A bola ainda bateu na trave, antes de seguir pela linha de fundo.

Nos acréscimos, depois de tanto insistir, o Palmeiras chegou ao gol. Após bate-rebate dentro da área, Moisés tentou duas vezes até chutar para o fundo das redes. O clube da capital paulista ainda tentou uma pressão final, mas conheceu sua segunda derrota no torneio.

FPF

Comentários