Piracicaba: Módulo comercial do Terminal Vila Sônia começa a ser construído

Colocação de telhas metálicas da plataforma também teve início; previsão de entrega da obra é para o segundo semestre

 

O módulo comercial com 10 boxes, que ficará do lado da entrada principal do terminal de ônibus urbano do bairro Vila Sônia, já está com a fundação pronta e suas paredes começam a ser construídas. Além dessa obra, também tem início a fase de fixação da estrutura, por meio de soldagem, para posterior colocação das telhas metálicas da plataforma que abrigará os ônibus e os usuários do transporte coletivo. A laje protendida da administração e da bilheteria principal foi concretada e está na etapa de cura úmida, enquanto os acabamentos internos e externos continuam sendo executados.

O novo Terminal Vila Sônia, construção que integra o projeto de mobilidade urbana dos corredores de ônibus e tem investimento de R$ 6,7 milhões, vai passar de uma área de 5.000 m2 para 10.207 m2. Com isso, sua capacidade de atendimento aos usuários do transporte coletivo em Piracicaba, que hoje é de 89 mil/mês, será dobrada. A previsão de entrega do novo terminal é para o segundo semestre deste ano.

De acordo com a Secretaria de Obras, a pista reforçada em concreto, por onde circularão os coletivos, já está concluída. A área de apoio aos motoristas está em fase de acabamento interno e abrigará uma sala de descanso, banheiro feminino e masculino e refeitório. Ao lado dessa construção ficará um estacionamento reservado para ônibus e funcionários. A área de apoio ao público também já teve a laje concretada e continua com os serviços de acabamento interno e externo.

MOVIMENTADO – De acordo com o Departamento de Transportes Públicos da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), o Terminal da Vila Sônia é o segundo maior em movimento na cidade hoje, com 89 mil usuários/mês. Fica atrás, apenas, do Terminal Central de Integração (TCI), que recebe passageiros de todos os terminais – Pauliceia, Piracicamirim, Cecap, São Jorge e Vila Sônia – e atende 488 mil usuários/mês.

O investimento em sua modernização, que vai dobrar a área do terminal e também a capacidade de atendimento, que será de aproximadamente 180 mil pessoas/mês pelos próximos 30, 40 anos, é justificado pela expansão da região de Santa Teresinha, onde está localizado. “A região está em desenvolvimento e em plena expansão residencial, com a implantação de empreendimentos habitacionais de programas como o Minha Casa Minha Vida e também loteamentos particulares. Por isso pensamos em um Terminal maior, com capacidade de atender mais linhas de ônibus. A distância da região com o Centro da cidade, de cerca de 10 km, faz com que o morador utilize o transporte coletivo para economizar”, ressalta Vanderlei Quartarolo, diretor do Departamento de Transportes Públicos.

ATENDIMENTO PROVISÓRIO – Durante as obras, o atendimento foi transferido para uma unidade provisória na avenida Euclides Figueiredo, entre as ruas Altino Arantes e Fernando Prestes, a cerca de 450 metros do atual. O local provisório conta oito baias de estacionamento das linhas, com cobertura junto aos boxes de embarque e na área de banheiros e bilheteria, em uma extensão de 140 metros ao longo da avenida Euclides Figueiredo. Durante esse período, o trecho da avenida Euclides Figueiredo, entre as ruas Altino Arantes e Fernando Prestes, permanecerá fechado para o trânsito, sendo utilizado somente pelos coletivos.

 

Comentários