Pilates: exercício indicado para todas as idades

Por Marccelo Tuccio 

Uma das práticas de cuidados físicos que mais tem se popularizado atualmente é a do Pilates. Ela já existe há alguns anos, porém se tornou mais popular no Brasil de pouco tempo para cá, tendo início, principalmente, em clínicas de fisioterapia, muito por conta dos benefícios que a atividade traz à saúde. Apesar disso, com o tempo o Pilates ganhou espaço em academias, e embora tenha capacidades que se alinham com a melhoria de questões como o peso, em menor escala, o principal foco da modalidade de exercícios é alcançar uma compreensão corporal maior, condicionar o físico e a mente e obter controle sobre o corpo.

Os exercícios agem tonificando músculos, auxiliando no equilíbrio e coordenação motora, o que torna o Pilates uma prática que é boa em todas as idades. Isso porque as limitações físicas, no que tange à prática, estão muito mais ligadas ao costume e a respeitar os limites de cada corpo, do que em alguma dificuldade inata da idade. Podemos listar benefícios e cuidados que tangem a cada faixa de idade, entretanto lembramos que é importante ter o acompanhamento de um especialista, pois determinados exercícios podem se encaixar melhor nas limitações etárias de cada pessoa, sem esquecer que isso por vezes varia de pessoa para pessoa:

Pilates para crianças: a partir de 12 anos já é interessante praticar o Pilates. Isso porque crianças muito mais novas perdem a atenção e a concentração rápido devido ao estado mental em desenvolvimento. Assim, com 12 anos se tem uma noção de que a criança respeitará a atividade e com atenção receberá os benefícios. Como os exercícios tem baixo impacto, é importante saber que não há prejuízos em nenhuma idade, mesmo quando criança, porém o domínio de posições mais complexas vem com o aumento da flexibilidade. O benefício principal vem na melhora da coordenação motora, noção espacial, o que dialoga com a fase de aprendizagem primeira, além de contribuir para o alinhamento cervical, que é muito prejudicado por má postura, sobretudo por carregar mochilas, sentar errado na escola, etc. A prática previne desvios posturais, corrige desde cedo vícios e até ajuda na manutenção do peso nas fases de crescimento.

Pilates para adolescentes: a prática continua benéfica, sobretudo por ainda ser essa uma idade escolar, alguns dos problemas da infância ainda serem vigentes e, sobretudo, ser necessário um cuidado especial com o peso em uma fase de desenvolvimento. O Pilates ajuda a desenvolver bem o corpo na puberdade, pois com as mudanças, pode-se achar desconfortos na postura, sobretudo para os que crescem depressa, o famoso “estirão”.

Pilates na vida adulta: geralmente é aqui que mais se pratica o Pilates, buscando inclusive o embelezamento do corpo através de exercícios que ajudam a tonificar músculos, porém na vida adulta é quando mais temos que corrigir maus hábitos e problemas, sobretudo de coluna. Os ganhos na saúde são intensos, tanto para mulheres quanto para homens, embora no caso das mulheres haja a vantagem de o Pilates também ajudar na gestação.

Pilates na gestação: para tudo se deve consultar especialistas e médicos, mas em períodos de gestação isso ganha um ar de cuidado excepcional. Justamente por isso separei um item à parte. Geralmente se pode praticar o Pilates até o final da gestação, sempre mantendo acompanhamento médico. Ter uma rotina de exercícios melhora muito a saúde da mãe e do bebê. Os planos de exercícios para gestantes geralmente são diferenciados, ajudando inclusive com inchaço. Para as que praticam durante a gestação a recuperação também é mais rápida no pós parto. Passado o período de quarentena a mamãe já pode voltar para suas aulas normalmente.

Pilates para idosos: talvez uma das épocas da vida onde mais se tem a ganhar com o Pilates é a terceira idade. Com a idade vem a perda de tônus muscular e ósseo, isso é algo comum à idade, porém com maior consciência do corpo, melhoramento no equilíbrio e fortalecimento muscular, é possível compensar grande parte dessa perda natural, evitando quedas, melhorando a circulação, diminuindo espasmos musculares e a respiração. Até mesmo para quem tem osteoporose é possível ajudar a compensar fraqueza óssea com músculos mais fortes. O aumento da flexibilidade ajuda muito com dores nas costas, e acaba sendo ideal para se cuidar da saúde nessa idade.

Apesar disso, muitas vezes idosos são melhores no Pilates do que adolescentes. Uma posição pode ser feita por qualquer pessoa independente da idade. Isso porque o físico e as limitações são particulares de cada um. Apesar de ter exercícios que podem ser indicados pelo instrutor como melhores para cada idade, o Pilates é só se conhecer e respeitar seus limites, os ampliando com cuidado. Por isso acompanhamento médico e respeito aos limites, expandindo práticas com tempo e costume é muito importante.

Marcelo Tuccio é educado físico e sócio fundador da Action 360º, franquia paulista de estúdios de Pilates e Treinamento Funcional.

 

Sobre a Action 360
https://www.action360.com.br/

A Action 360º é uma rede de franquias de estúdio que combina os treinos de Pilates e Treinamento Funcional. A empresa nasceu em 2013 e passou a operar como franquia em 2014. Atualmente tem 13 unidades na capital paulista. O investimento total é de R$ 250 mil e o prazo de retorno é de 24 a 36 meses.

 

 

Imagem: Clinica Corpo e Mente

Comentários