Paulínia Racing será representando por quatro pilotos no Mundial de BMX


Competição acontece no final do mês na Colômbia; Maitê Naves vai em busca do bi mundial

 

A Escola de Bicicross do Paulínia Racing terá quatro representantes no Mundial de BMX que acontece entre os dias 25 e 29 na cidade de Medelín na Colômbia.

Para a equipe de Paulínia, essa será a disputa mais importante de 2016. Além do coordenador técnico, André Luís de Oliveira, a cidade enviará para o país vizinho via Lei de Incentivo ao Esporte do Estado de São Paulo os pilotos:

 

Maitê Naves – Categoria Girls 16

Isabella Leme – Categoria Girls 17+

Pedro Zilioti Amorim – Categoria Expert 15

José Fernando Bortotto Faria – Categoria 14 Expert

 

Maitê, que acompanha suas principais rivais a distância revelou que promete “voar baixo” para conquistar o bicampeonato mundial. A atleta foi campeã em 2012 e vice-campeã em 2011 e 2013. Já Pedro Amorim, que vai para sua primeira competição internacional tenta segurar o nervosismo. “Treino e foco, foco e treino. Assim deixo a ansiedade de lado e me concentro no Mundial”, disse.

Para o Mundial, uma pista nova foi construída pela Federação Ciclística Colombiana, promotora do evento. O coordenador técnico, André Luís de Oliveira, não enxerga essa novidade como um problema. “Chegaremos alguns dias antes para que eles possam se ambientar com o clima e a pista, e também para deixar os estreantes em Mundial, mais tranquilos assim deixam o nervosismo de lado e se adaptam a culinária local”.

 

Sobre a competição

 

A competição é organizada pela União Ciclística Internacional e vale pontos para o ranking internacional classe CM. Os pilotos do Paulínia Racing Bicicross durante o Mundial representarão o Brasil no segundo torneio mais importante da modalidade, depois dos Jogos Olímpicos.

A pista será concluída neste final de semana. Os pilotos do Paulínia Racing Bicicross acompanham o andamento dos trabalhos via redes sociais, mas não acreditam que serão prejudicados. “A partir de segunda-feira todos os pilotos vão andar pela primeira vez no traçado, então nós e os pilotos locais teremos as mesmas condições”, disse Isabella. Cada país terá um horário ainda não definido pela organização para experimentar a pista.

Na competição os principais atletas do mundo estarão presentes. Medellín receberá atletas de todos os continentes. O Mundial de BMX terá transmissão ao vivo e online via Red Bull TV.

O Paulínia Racing Bicicross conta com o apoio da Prefeitura de Paulínia e da Clip Academia.

 

Comentários