“Parto Humanizado veio para ficar, não é moda!”, afirma obstetra

Segundo o ginecologista e obstetra, Alberto Guimarães, defensor dos conceitos de Parto Humanizado, o conceito veio para ficar e não está relacionado à uma técnica e sim, quando a mulher tem o controle da situação e suas decisões são respeitadas e levadas em consideração. O Parto Humanizado é uma tendência cada vez mais frequente por tornar o momento do parto em uma experiência única, saudável e instintiva. “O PH entende que a ação é um ato fisiológico e natural da humanidade”, comenta o médico.

De acordo com Guimarães, as pessoas que não conhecem a fundo o conceito do Parto Humanizado, acabam por deturpar a ideia. “As pessoas julgam o PH como modismo, justamente porque ouvem alguém dizendo sobre partos em banheiras ou algo similar. No entanto, independente do local, é importante a mulher saber que ela pode e deve procurar um atendimento totalmente humanizado, já que ela tem autonomia e protagonismo durando todo o processo da gestação. O primordial é que ela tenha à disposição uma equipe multidisciplinar que opte pela melhor forma de trazer o bebê ao mundo”, sinaliza Guimarães.

O Dr. Alberto Guimarães está à disposição para esclarecer todas as dúvidas relacionadas ao Parto Humanizado, além de assuntos correlatos como parto natural, parto normal e cesárea.

Sobre o Dr. Alberto Guimarães

Ginecologista e obstetra, defensor dos conceitos de parto humanizado, o médico encabeça a criação do Programa Parto Sem Medo, um novo modelo de assistência à parturiente onde enfatiza que o parto é um evento de máxima feminilidade e a mulher e o bebê devem ser os protagonistas. Formado pela Faculdade de Medicina de Teresópolis e mestre pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP), atualmente exerce o cargo de gerente médico para humanização do parto e nascimento do Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim, CEJAM, em maternidades municipais de São Paulo para o Programa Parto Seguro à Mãe Paulistana.