Artigos / Opinião

Os animadores de festa

Artigo de Marcelo Gaúcho

Quem nunca ficou desconfortável durante um culto evangélico quando o responsável por pregar a palavra forçadamente pediu que todos dançassem e pulassem?

Estamos em uma época em que se prega o Evangelho do aplauso. Isso mesmo do aplauso. O Ministrador da palavra muitas vezes prega aquilo que o povo quer e gosta de ouvir, recebendo assim aplausos.

Verdadeiros Mestres de Cerimônia transformam o Altar em palco e promovem verdadeiros shows “obrigando” de uma maneira constrangedora todos a pular e dançar.

Olha que não dançar está fora de ritmo porque a alegria do povo é que agrada a DEUS” ou ainda” crente feliz tem que demonstrar que é feliz”, “quando você estava no mundo dançava até o dia amanhecer”. Isso quando não pedem para que a banda pare repetidas vezes até todos atenderem seus apelos.

Nunca fui muito de dançar nem de demonstrar minha felicidade através de expressão corporal ou coreografia. Transmito isso pelo sorriso, pela conversa, com um bom dia sincero, com um olhar e principalmente prestando muita atenção durante a pregação que é o real motivo de minhas constantes idas à Igreja.

Respeito e muito admiro quem dança e mostra desenvoltura perante o povo, acho interessante, não condeno nem comento, porém: Não posso constranger as pessoas a terem o mesmo comportamento que o meu ou querer que façam aquilo que julgo ser certo.

Estamos falando de igreja, da casa de DEUS, onde quem reina é o Espírito Santo. Espírito esse responsável por convencer e conduzir as pessoas até os templos, igrejas ou lugares onde cristãos se reúnem com o intuito de adorar ao Pai.

Algumas pessoas se valem de um argumento citado poucas linhas acima dizendo que quando estávamos no mundo tínhamos esse comportamento.             Concordo e assino embaixo porem analisemos um detalhe que desbanca essa tese: Não estamos mais no mundo.

Somos novas criaturas e a partir do momento que descemos às águas do batismo fomos regenerados. A velha criatura foi sepultada quando reconhecemos e assumimos o Senhor Jesus como nosso único e suficiente salvador.

Isso é mundanismo, é espírito do mundo dentro da casa de DEUS

Marcelo Augusto Figueiredo ou apenas Marcelo Gaúcho nasceu em Crissiumal RS fronteira com o país vizinho da Argentina no dia 12/10/1981. Gaúcho, como lhe chamam, teve sua vida transformada no ano de 2004 quando as 23 anos teve um encontro com DEUS. Refém dos vícios da cocaína e do crack buscou ajuda, passou por um tratamento de um ano em uma clinica de reabilitação e foi restaurado de corpo, alma e espirito.
Marcelo fez Curso Técnico em Agropecuária, estudou Agronomia, Prótese Dentária, especializou-se em Prótese Sobre Implante e foi professor nessa área. Também graduado pela Academia Teológica da Graça de DEUS é Ministro Religioso. Estudou Rádio/TV e exerce a função de Locutor de Rádio e Apresentador de TV. Cursou a Escola Brasileira para Celebrantes de Casamentos e também graduou-se e fez parte do T.M.A (Tribunal de Mediação e Arbitragem) atuando como Juiz Mediador. Há duas décadas é um estudioso da mente humana. Reside em Sorocaba desde 2010 e Ministra cursos, workshops e palestras nas áreas da Física Quântica, Mecânica Quântica e Metafísica. Escritor, palestrante e redator de textos, artigos e programas para Radio e TV é um parceiro colaborador do SB24Horas.

 

 

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br