O que é Hipnose e Hipnoterapia?

Vamos falar sobre a Hipnoterapia – A hipnose como ferramenta terapêutica.

A terapia com Hipnose é um conjunto de técnicas verbais e não verbais de comunicação utilizadas para ajudar um indivíduo a entrar em um estado modificado de consciência denominado transe.

Quando em transe, a pessoa pode ser levada a acessar memórias e recursos internos que antes eram inacessíveis por estarem em sua mente subconsciente.

Acessando a mente subconsciente o terapeuta pode trabalhar onde outros tipos de terapias convencionais não conseguem atuar.

Iceberg da mente

O transe é um estado agradável de profundo relaxamento e alta concentração no qual o indivíduo fica mais suscetível às sugestões do hipnólogo, que são enviadas diretamente ou por meio de metáforas à mente subconsciente. Assim é possível realizar rapidamente mudanças e transformações internas positivas sem usar medicamentos, promovendo o equilíbrio emocional e o bem estar com eficiência e segurança.

Estudos realizados pelo americano PhD em psicologia Alfred A. Barrios compararam a efetividade terapêutica de três modalidades, a saber: Psicanálise, Terapia Comportamental e Hipnoterapia. O resultado impressiona: 

  • 93% dos clientes se recuperam após 6 sessões de hipnoterapia (1 mês e meio)
  • 72% dos clientes se recuperam após 22 sessões de terapia comportamental (6 meses)
  • 38% dos clientes se recuperam após 600 sessões de psicanálise (11 anos e meio)

 

Vale lembrar que a hipnose e hipnoterapia não possuem nenhum tipo de ligação espiritual ou com religião. Sendo assim, independentemente da religião ou crença, qualquer um pode se submeter às sessões sem problemas ou constrangimentos.

 

O que posso tratar com Hipnose e PNL?

 Com a Hipnoterapia você pode tratar de inúmeros problemas emocionais. Os que mais aparecem em meu consultório são:

• Medos, Fobias e Traumas (altura, animais, lugares fechados, agulhas etc)
• Ansiedade
• Insegurança
• Dificuldades para falar em público
• Excesso de peso, falta de peso e distúrbios alimentares
• Cansaço e falta de energia
• Tristezas, perdas e luto
• Depressão
• Dores nas costas
• Falta de sono
• Mal estar generalizado
• Mudanças constantes de humor
• Problemas de relacionamento (terapia de casal)
• Estresse
• Excesso de ciúmes
• Paixonites e dificuldades para esquecer alguém (ex-namorado, ex-marido etc)
• Anorgasmia e Vaginismo
• Dificuldades de concentração e de memorização
• Comportamentos indesejados e vícios
• Problemas não diagnosticados
• Outras situações de fundo emocional

 

Como são as sessões?

Uma sessão de hipnose pode ser descrita em 5 etapas.

1ª Etapa – Entrevista: Na primeira sessão é feita uma pequena investigação do problema do cliente, visando identificar as possíveis causas que levam ao desenvolvimento da situação e demais informações necessárias para definir o melhor caminho a seguir durante a terapia. A partir destas informações o terapeuta organiza toda a estrutura do tratamento e elabora a sessão, que será feita à medida para cada cliente.

Depois de estabelecida a relação inicial de confiança e segurança entre terapeuta e cliente e estabelecidos todos os objetivos terapêuticos, todas as dúvidas relativamente à hipnose são esclarecidas e o cliente poderá experimentar a maravilhosa sensação de entrar num transe hipnótico.

Algumas pessoas terão mais facilidade em entrar em transe e outras tem que aprender. Nesta etapa o hipnoterapeuta poderá fazer alguns testes ou exercícios com o objetivo de ensinar a mente do cliente a entrar mais facilmente no estado terapêutico de hipnose pretendido.

2ª Etapa – Indução ao Relaxamento: O cliente acomoda-se na confortável poltrona reclinável, fecha os olhos e, com um suave fundo musical, é ensinado a respirar pelo terapeuta de forma a conseguir modificar a frequência de suas ondas cerebrais até chegar a um profundo relaxamento no qual experimenta uma sensação de paz, calma e tranquilidade.

3ª Etapa – Aprofundamento: O processo de aprofundamento do relaxamento irá conduzir a um transe mais profundo no qual existe a possibilidade de comunicação direta com a mente subconsciente. Mesmo neste estado a pessoa continua a ouvir a voz do terapeuta.

4ª Etapa – Sugestões: Chegou a hora de trabalhar a questão que motivaram a sessão. Sugestões verbais, imagens e metáforas são dirigidas diretamente ao subconsciente com o objetivo de efetuar as mudanças pretendidas. Técnicas de Programação Neurolinguística também podem ser utilizadas durante o transe. É nesta fase também que se realiza a regressão quando necessária.

5ª Etapa – Saída do transe: No final do trabalho, o cliente é retirado do estado de transe e retorna ao seu estado normal. Qualquer sugestão utilizada para produzir o estado hipnótico será então removida

 

A hipnoterapia NÃO substitui a medicina convencional em nenhuma circunstância! Se tem algum problema de saúde, é imperativo que consulte o seu médico, informando o seu hipnoterapeuta sobre alguma medicação que lhe possa ter sido prescrita, assim como sobre alguma doença que possa ter sido diagnosticada.

 

Para saber mais acesse: www.estudiodamente.com.br

Comentários