RMC

Número de mulheres empreendedoras cresce no Brasil, mas as startups em expansão pertencentes a elas não passa de 1%


Após concluir neste mês o Programa de Speed Mentoring promovido pelo Governo do Estado para aceleração de startups paulistas de impacto social, a Maestrello poderá participar da Incubadora da Escola de Negócios do Sebrae-SP. “Essas formações têm sido importantes para colocarmos nossa consultoria num posto de destaque no país, mesmo caminhando na contramão das estatísticas que fazem referência ao comando dessas empresas com propostas inovadoras por mulheres brasileiras”, afirmou a diretora executiva da companhia, Ana Lúcia Maestrello.

A incubação de projetos tem como missão o apoio aos empreendedores que possuem ideias e trabalhos preferencialmente de cunho inovador, da comunidade interna e externa da Escola de Negócios, e fomentar a cultura empreendedora, mediante a utilização de um espaço animado por atores desse ecossistema.

A consultoria educacional novaodessense foi convidada, durante o programa que participou de janeiro a fevereiro, para concorrer a uma vaga nessa nova capacitação da instituição de apoio empresarial, que visa a promoção de propostas com potencial auxílio às políticas públicas de São Paulo.

De acordo com o consultor do Sebrae-SP, Adriano Albertin, a Maestrello é uma empresa de geração de conhecimento que teve com o Speed Mentoring sua metodologia analisada para solucionar os problemas de Leitura e Produção de Texto dos alunos da Rede Pública de Ensino, e a Incubadora pode potencializá-la nesse negócio de impacto social.

Por mais espaço

“A luta feminina para fazer a diferença no mercado de trabalho e contribuir com soluções inovadoras, no meu caso para a educação, depende muito da arte de gerenciar negócios, do comportamento de empreendedora para vencer e do desafio de conciliar o papel de mãe. Porém, o que vejo de crucial nesse processo é a tomada de decisão. É sempre muito solitária e de alto risco, pois a mulher analisa um plano de negócio de forma diferente. Então, o conflito se instala aí: o mercado ainda tem a veia masculina e não sabe ler, de forma adequada, a relevância do trabalho feminino”, comentou a diretora da startup de Nova Odessa (SP).

Contudo, segundo o Sebrae, o número de mulheres empreendedoras cresceu 21,4% (entre homens, aumentou 9,8%), entre 2004 e 2014. Elas se dedicam, em primeiro lugar, a serviços de cabeleireiro e beleza (14,7%), depois a alimentação (9,3%), e, em terceiro, a serviços ambulantes (8%).

O órgão não tem dados sobre a presença das mulheres em startups, mas é possível ter uma ideia do quadro por meio do ranking elaborado pela consultoria Dell, o Global Women Entrepeneur Leaders 2015. O levantamento leva em conta aspectos como disponibilidade de capital, acesso das mulheres a educação, presença feminina em postos de liderança e à frente de negócios inovadores. Dentre 31 países, o Brasil aparece em 18º lugar e, segundo o estudo, apenas 1% das startups em expansão no mercado pertencem a mulheres.

De acordo com o Banco Mundial, o público feminino costuma investir o que ganha em saúde, educação e bem-estar de suas famílias e comunidades, o que multiplica os benefícios provenientes de seu sucesso. Sociedades onde as mulheres contam com maior participação econômica e política costumam ter maior estabilidade, afirma a consultoria Ernst & Young (EY), em relatório sobre o tema.

Sustentabilidade empresarial

Mas a EY também destaca que não basta ajudá-las a abrir novos negócios – foco da maior parte dos programas. Falta oferecer condições para que as empresas delas cresçam e mudem de escala. Isso vai desde terem grandes empresárias em que se espelhar até acesso a programas nos quais possam aperfeiçoar a capacidade de negociação, ganhar autoconfiança e superar o medo de errar.

“A Maestrello ter sido selecionada pelo Sebrae e pelo governo paulista – depois da nossa participação no Pitch Gov SP – como startup de referência para a educação estadual, e, por isso, convidada para a formação no Programa de Speed Mentoring já foi um presente. Agora, poder concorrer a um espaço na Incubadora da Escola de Negócios do Sebrae-SP é motivo de orgulho para mim como mulher empreendedora”, ressaltou Ana.

Fundada em 2008, a Maestrello é uma empresa social que objetiva disseminar o conhecimento para atender o interesse público e acelerar o processo de aprendizagem, utilizando-se da Linguística como pilar fundamental para sustentar sua causa. A consultoria educacional também trabalha por uma natureza mais equilibrada e sociedades sustentáveis, graças à sua força comunicativa.

 

Assessoria de imprensa

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br