Novo Jeep® Wrangler: o SUV mais capaz de todos os tempos

Ainda mais capacidade 4×4, design moderno que permanece fiel às origens, conjuntos mecânicos avançados e eficientes, maior uso de alumínio, mais opções para dirigir ao ar livre e muitos elementos de segurança e tecnologia

Los Angeles (EUA) — O novo Jeep® Wrangler 2018, o veículo mais capaz e reconhecido do mundo, combina sua história lendária com uma inigualável combinação de capacidade off-road, design autêntico da Jeep, liberdade ao ar livre , motorizações avançadas e eficientes, comportamento dinâmico superior no asfalto e uma série de recursos inovadores de tecnologia de segurança e tecnologia.

“A Jeep sempre representou a excelência em capacidade off-road e na condução ao ar livre. Nosso novo Wrangler 2018 mantém esse legado importante e o leva ao futuro, diz Mike Manley, chefe global da Jeep. “O novo Wrangler é instantaneamente reconhecível como um Jeep, mantendo-se fiel ao original, mas é melhor em todos os sentidos – oferecendo capacidade ainda mais robusta, mais conforto de rodagem, mais eficiência de combustível graças a várias opções avançadas de powertrain, mais conforto interno, mais segurança e mais tecnologia”.

Produzido na fábrica original da Jeep, em Toledo, Ohio (EUA), o Jeep Wrangler 2018 de duas portas está disponível a partir de janeiro na América do Norte em três versões diferentes: Sport, Sport S e Rubicon. Com a carroceria de quatro portas existe também a versão Sahara.

Para ir a qualquer lugar

O novo Jeep Wrangler 2018 oferece uma capacidade off-road lendária graças a dois sistemas 4×4 avançados e, pela primeira vez na história do Wrangler, uma caixa de transferência de duas velocidades com tração integral permanente e uma relação reduzida de 2,72:1 disponível para a versão Sahara. Chamada de Selec-Trac, essa nova caixa de transferência é intuitiva e permite que o condutor o configure e esqueça, enquanto a força é constantemente entregue às rodas dianteiras e traseiras.

No sistema Command-Trac 4×4, a caixa de reduzida tem relação de 2,72:1, e eixos dianteiros e traseiros Dana de última geração e relação no eixo traseiro de 3,45:1. No Wrangler Rubicon, o sistema Rock-Trac 4×4 tem eixos Dana 44 de última geração e alto desempenho com relação reduzida de 4:1. A relação 4,1 do eixo dianteiro e traseiro é padrão, assim como os diferenciais de bloqueio eletrônico Tru-Lok.

As versões do Wrangler Rubicon oferecem evoluções em articulação e curso de suspensão em comparação à geração anterior com a ajuda de uma barra estabilizadora eletronicamente desconectável. Com a transmissão manual padrão de seis marchas, o Wrangler Rubicon possui uma impressionante e aprimorada crawl ratio de 84,2:1 (77,2:1 nos modelos com o novo câmbio automático de oito marchas) – permitindo superar facilmente qualquer obstáculo por mais complicado que pareça.

Ambos os sistemas Command-Trac e Rock-Trac oferecem gerenciamento de torque em tempo integral, ideal para condições de baixa tração. É possível ainda equipar o Wrangler com o Trac-Lok, um diferencial traseiro de deslizamento limitado que oferece torque e aderência extras durante situações escorregadias e de baixa tração, como a condução sobre areia, cascalho, grama molhada, lama fina, neve ou gelo.

Cada veículo Wrangler recebe um emblema de Trail Rated graças à lendária capacidade 4×4 que inclui recursos como os já citados e ainda outros destaques: números que são referência na categoria, a exemplo dos ângulos de 44° (entrada), 37° (saída) e 27,8° (rampa), distância do solo de 27,7 cm, 76 cm de capacidade de submersão, pneus de 33 polegadas nas versões Rubicon e capacidade de rebocar 1.587 kg. Além disso há placas de proteção sob a carroceria e ganchos de reboque dianteiros e traseiros.

Versão moderna de um design autêntico

O novo Wrangler 2018 é baseado em um desenho imediatamente reconhecível graças a detalhes de estilo tradicionais da Jeep. O novo design exterior do Wrangler é ousado e rústico, com linha de cintura mais baixa e janelas maiores para melhor visibilidade externa, especialmente nas trilhas.

A equipe de design do Jeep deu à lendária grade de sete fendas um olhar atualizado que agora mostra as duas fendas nas pontas se cruzando com os faróis, homenageando os Jeep CJ (como o CJ-5 feito no Brasil entre as décadas de 1950 e 1980). A parte superior da grade foi suavemente inclinada para melhorar a aerodinâmica.

Nas versões Sahara e Rubicon, os faróis de LED e as luzes de neblina disponíveis oferecem luz branca e aumentam a distinção do Wrangler. Estes modelos apresentam luzes diurnas que agora formam um aura em torno do perímetro exterior dos faróis e os setas de direção em LED estão posicionados na frente dos para-lamas trapezoidais. Atrás, as tradicionais lanternas quadradas podem ser de LED.

Dezenas de diferentes combinações de porta, capota e para-brisas permitem infinitas possibilidades de configuração. Um novo design de meia porta estará disponível a partir de 2019.

A inclinação do para-brisa foi otimizada para melhorar a aerodinâmica e possui um novo design de quatro parafusos na parte superior da moldura do para-brisa para permitir que ele se dobre rápida e facilmente. Uma nova barra transversal dianteira agora conecta as colunas A e permanece no lugar mesmo quando o para-brisa é rebatido. Isso permite que o espelho retrovisor permaneça no lugar mesmo com o para-brisa dobrado.

As novas e mais leves portas de alumínio de alta resistência têm um detalhe extremamente funcional: está impresso na dobradiça o tamanho da ferramenta necessária para remover as portas. Como novidade, todos os Wranglers apresentam barras esportivas coloridas, que são soldadas ao corpo e possuem alças integradas. Único SUV 4×4 para uso ao ar livre, o Wrangler conta com uma inédita opção de capota elétrica, chamada de Sky One-Touch, que permite rebater completamente a cobertura de lona simplesmente pressionando um botão. Ela estará disponível a partir do segundo trimestre de 2018.

Motorizações avançadas e eficientes

O motor EcoDiesel V6 de 3 litros e o novo quatro-cilindros 2.0 com turbocompressor juntam-se à linha Wrangler, que mantém o comprovado Pentastar V6 de 3,6 litros, que teve melhorias significativas para 2018.

2.0 turbo

O novo motor turbo de 2 litros, 4 cilindros em linha e injeção direta oferece 270 cv de potência e 40 kgfm de torque, tornando-o o melhor da sua categoria. Juntamente com uma transmissão automática de 8 velocidades, seu torque supera o do motor V6 também oferecido no Wrangler 2018. O uso da nova tecnologia eTorque ajuda a melhorar a economia de combustível e as emissões, as arrancadas e o conforto nas operações do sistema Stop/Start.

As funções do sistema híbrido eTorque incluem o Stop/Start, direção elétrica, corte prolongado da injeção de gasolina, gerenciamento das trocas de marchas, carregamento inteligente da bateria e frenagem regenerativa. Tanto o motor como o fluxo de combustível podem ser desligados não apenas durante as paradas como também quando se está desacelerando ou rodando “no embalo”.

Esse novo motor 2.0 possui um turbocompressor twin-scroll (fluxo duplo) de baixa inércia com um válvula waste-gate de atuação eletrônica para resposta e desempenho excepcionais, mesmo em terrenos difíceis. O turbo é montado diretamente no cabeçote para melhorar a durabilidade. Um circuito de refrigeração dedicado reduz a temperatura do ar de admissão, do corpo do acelerador e do turbo.

A injeção direta, juntamente ao turbo, permite uma combustão mais eficiente e um maior desempenho, com sistema common-rail de alta pressão (2.900 psi). Essas altas pressões produzem melhor pulverização do combustível e entrega de combustível mais precisa, dando mais desempenho e eficiência.

Motor 3.6-litros Pentastar V-6

O motor Pentastar V-6 de 3.6 litros da FCA oferece 285 cavalos de potência e 36 kgfm de torque e agora possui o motor Stop-Start (ESS) como equipamento padrão. Ele é projetado para fornecer uma ampla gama de torque com uma ênfase especial no torque a baixas rotações, aspecto crucial na direção extrema do off-road.

Uma transmissão manual de seis velocidades totalmente nova é padrão em todos os modelos Wrangler equipados com o Pentastar V-6 de 3.6 litros e uma transmissão automática de oito velocidades é oferecida como opção no Wrangler 2018.

Conhecido pelo seu refinamento, potência, eficiência e versatilidade, existem mais de cinco milhões de motores 3.6-litros V-6 Pentastar na estrada hoje. O Jeep Wrangler 2018 beneficia do torque de renome a baixas rotações deste motor, algo muito necessário nas rotas 4×4 ou quando as condições do terreno são muito exigentes.

Motor EcoDiesel V6

O motor EcoDiesel de 3 litros estará disponível a partir de 2019 nas versões de 4 portas do Wrangler, com 260 cv de potência e 61 kgfm de torque, bem como sistema Stop-Start (ESS) de série. Uma nova transmissão automática de 8 marchas também vem como padrão, retralhada para lidar com o aumento de torque. O EcoDiesel V6 implementará a nova tecnologia de turbocompressor com rolamento de baixa fricção projetado para funcionar em baixas velocidades e em situações de transição onde a resposta imediata é necessária.

Câmbio automático de 8 marchas

O novo Jeep Wrangler 2018, em todas as versões, oferece uma transmissão automática opcional de oito velocidades, que permite que os motores melhorem seu desempenho em trilhas off-road e forneçam energia de forma suave e eficiente às velocidades da rodovia. Um conjunto único de dois índices de overdrive melhoram a economia de combustível da rodovia e reduzem os níveis gerais de ruído, vibração e aspereza (NVH).

Câmbio manual de seis marchas

Todos os modelos Jeep Wrangler 2018 estão equipados, de série, com a nova transmissão manual de seis velocidades. Esta transmissão tem um design único que emprega novas relações de engrenagem, incluindo uma relação de rastreamento melhorada, um novo padrão de engrenagem e uma unidade de cabo que elimina a vibração da alavanca de mudança e promove o isolamento do som.

Uconnect de quarta geração

Pela primeira vez, o novo Jeep Wrangler 2018 oferece a quarta geração de sistemas Uconnect, com três versões (Uconnect 5, 7 e 8,4 NAV). Todos têm funções de comunicação, entretenimento e navegação que satisfazem os desejos de qualquer motorista ou passageiro, incluindo um painel de instrumentos de LED colorido. O novo Uconnect inclui recursos fáceis de usar, potência de processamento aprimorada, tempos de inicialização mais rápidos e telas sensíveis que exibem gráficos de alta resolução. Além da conectividade com os sistemas Apple Car Play e Android Auto para as opções 7 e 8,4 NAV.

Mais de 75 itens de segurança

A segurança e proteção dos ocupantes tem sido primordial ao desenvolver o novo Jeep Wrangler 2018, que se reflete nos mais de 75 componentes de segurança ativos e passivos disponíveis. Estes incluem: monitoramento de ponto cego, controle de cruzamento traseiro, câmera traseira ParkView com linhas dinâmicas, controle eletrônico de estabilidade (ESC) com mitigação eletrônica de rolagem e quatro air bags de série.

Qualidade, confiabilidade e durabilidade

O novo Jeep Wrangler apresenta um interior robusto e refinado que permite que os clientes abordem qualquer tipo de terreno de forma confortável. Todos os Wrangler vêm de série com um interior lavável e durável e tem plugues de drenagem para fácil limpeza. Os serviços de design, engenharia e qualidade da Jeep se associaram para fornecer a melhor cabine do segmento com o uso extensivo de materiais duráveis ¿¿e qualidade superior. Aspectos como ajustes e acabamentos, a qualidade das superfícies, a variedade de materiais utilizados ou a qualidade do som de peças móveis, como portas e recipientes de armazenamento, foram submetidos a um rigoroso processo de testes. O interior do novo Wrangler foi projetado e concebido para definir um novo padrão de satisfação do cliente no setor.

O novo Wrangler foi testado ao longo de cerca de 4.000.000 km – um dos maiores totais de qualquer veículo americano da FCA. Os testes foram conduzidos em condições extremas em diferentes ambientes e climas, desde o calor escaldante do Arizona até o frio do Alasca. O modelo foi submetido a testes globais em vários países ao redor do mundo, como Brasil, China, Índia e Itália. Além disso, de todos os testes padrão e testes laboratoriais, o Wrangler visitou os pântanos do norte do Michigan, a trilha Rubicon e muitos outros lugares.