Nova Odessa: Praça do 23 de Maio é alvo de vândalos

Nove postes de iluminação foram quebrados; fiscalização está sendo intensificada

 

Vândalos depredaram no início da semana a praça do Residencial 23 de Maio, em Nova Odessa. Eles derrubaram nove postes de iluminação que ficavam próximo à academia ao ar livre. A segurança no local está sendo intensificada e a Polícia Civil está investigando o caso. Recentemente, luminárias do Calçadão da Feltrin também foram depredadas. A Estação Cultura e o Clube da Melhor Idade também foram alvo de vândalos.

 

“É lamentável uma situação como essa. Temos uma Guarda Civil atuante, que realiza constantemente ações de patrulhamento e fiscalização, mas não temos como manter uma equipe em cada praça da cidade”, afirmou o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza. “Quem fez isso não imagina os transtornos que causou não apenas em relação aos danos materiais e financeiros, mas também sobre quantas famílias são afetadas, já que não poderão usufruir desta importante área de lazer”, continuou.

 

O prefeito destacou que já pediu à Guarda Civil Municipal reforço na segurança e que acompanha a investigação, que é feita pela Polícia Civil. “Este não é o primeiro caso de vandalismo em nossa cidade, mas temos conseguido identificar os autores, que estão sendo cobrados judicialmente por seus atos”, afirmou o chefe do Executivo.

 

Bill reforçou que as praças e outras áreas públicas danificadas foram feitas para a comunidade e pediu a colaboração da população para que denuncie e ajude a identificar os autores.

 

As denúncias podem ser feitas diretamente na Guarda Civil Municipal pelo telefone 153 ou 3476-1300.

 

Diretora de Meio Ambiente, Fernanda Dagrela afirmou que os postes danificados já foram retirados e que a iluminação do local é feita parcialmente através de outros 16 postes existentes na praça.

 

OUTROS CASOS – No final de janeiro, vândalos picharam o muro do Clube da Melhor Idade. Na ocasião, os autores foram identificados e levados para a delegacia.

 

No final de dezembro, a Estação Cultura também foi alvo de pichação. Dias após o delito, a Polícia Civil deteve o pichador que, na ocasião, confessou ter pichado outros quatro locais na cidade. A Prefeitura já prepara ação pedindo a reparação dos danos causados.

 

Também em dezembro, desconhecidos quebraram as luminárias instaladas no Calçadão da Feltrin, no bairro Nossa Senhora de Fátima, e furtaram parte de sua estrutura. Na ocasião, vândalos jogaram pedras nos postes de iluminação e retiraram a base.

 

PROCESSOS – Além da responsabilização na esfera criminal, os casos de danos ao patrimônio público também resultam em processos judiciais para ressarcimento.

 

Atualmente, três ações, que totalizam R$ 32,9 mil, estão em trâmite na Justiça cobrando ressarcimento por pichações realizadas na cidade.

 

 

Comentários
Posted Under