Menos de uma semana para declarar o IRPF 2018

Prazo termina em 30 de abril e quase metade dos contribuintes ainda não declararam

Até o momento, a Receita Federal recebeu cerca de 15 milhões de declarações. A multa para quem perder o prazo pode chegar a 20% sobre o imposto devido. Para Márcio Massao Shimomoto, presidente do Sindicato das Empresas de Contabilidade e de Assessoramento no Estado de São Paulo (Sescon/SP), quem deixou para a última hora deve ter cautela para não cometer erros. “A falta de documentos, a omissão de dados ou informações inconsistentes podem causar transtornos ao contribuinte. O ideal é sempre buscar auxílio de um profissional habilitado para a entrega da declaração evita o risco de cair na malha fina”.

Quem precisa declarar

Está obrigado a declarar quem teve rendimentos tributáveis em 2017 superiores a R$ 28.559,70, quem teve rendimentos não tributáveis acima de R$ 40 mil e trabalhadores rurais com receita bruta maior que R$ 142.798,50 anuais.

Quem investiu algum valor em bolsa de valores, mercado de capital ou similar e proprietários de terrenos ou imóveis com valor acima de R$ 300 mil também estão nessa condição.

Estão isentos da declaração do IRPF portadores de doenças graves dispostas na Lei 7.713/88, entre elas enfermidades como: AIDS, alienação mental, cardiopatia grave, cegueira, contaminação por radiação e hanseníase.

Para declarar o IRPF 2018, o download do programa deve ser feito diretamente no site da Receita Federal.

Comentários