Marschelo Meche questiona disponibilidade de obstetras e serviço de pré-natal em Americana

O vereador Marschelo Meche (PSDB) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que pede informações ao Poder Executivo sobre a quantidade de médicos ginecologistas especializados em obstetrícia na rede municipal de saúde.

 

No documento, o parlamentar afirma ter recebido relatos de moradores sobre a longa distância que devem percorrer para ter acesso a unidades de saúde que dispõem desse tipo de atendimento, ressaltando a característica particular das pacientes, mulheres gestantes.

 

“O atendimento pré-natal é uma condição fundamental para o desenvolvimento adequado da gestação. Os exames solicitados podem detectar, no tempo certo, as necessidades de intervenção médica quando há necessidade, por isso esse atendimento médico precisa estar bem distribuído pelo SUS no munícipio. É importante questionar se há um equilíbrio na oferta desse serviço de saúde por todo território americanense”, expõe.

 

No requerimento, Meche também solicita informações sobre quais são os profissionais de saúde e a quantidade de pacientes em consultas pré-natal atualmente no munícipio, acrescentando questionamento sobre a disponibilidade desse serviço nas proximidades da região do Jardim Boer.

 

“Em conversa com um morador, obtive a informação de que a consulta de sua esposa se iniciou com um profissional de enfermagem e, após esse procedimento, o casal seria encaminhado para a UPA São José. Um cálculo rápido demonstra que essa distância, usando transporte público, levaria mais de duas horas”, relatou Meche.

 

O vereador pergunta no documento sobre o procedimento adotado para consultas pré-natal e se a prefeitura oferece transporte alternativo para locomoção de gestantes quando as unidades de saúde estão afastadas de suas residências.

 

O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em Plenário, na sessão ordinária de quinta-feira (03/08), após o recesso parlamentar.

Comentários