Marinha apoia projeto de cirurgias oftalmológicas nos municípios de Coari e Tefé

A Marinha do Brasil (MB), por intermédio do Comando do 9º Distrito Naval (Com9ºDN), apoia o Projeto Amazônico de Atendimento Oftalmológico, que prevê a realização de um mutirão de cirurgias oftalmológicas nos municípios de Coari e Tefé, no Amazonas. A comissão ocorrerá no período de 24 de abril a 09 de maio e contará com a equipe de saúde do Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) Carlos Chagas e cirurgiões oftalmologistas de Manaus e São Paulo.

O projeto é desenvolvido pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), do Instituto Paulista de Estudos e Pesquisa em Oftalmologia (IPEPO), a Lupas Leitor, a Zeiss do Brasil, a Fundação Piedade Cohen (FUNDAPI), da Sociedade Amigos da Marinha (SOAMAR-AM) e com o apoio do Com9ºDN.

A previsão é de que sejam realizadas cerca de 300 cirurgias de catarata e pterígio, além de quatro mil atendimentos. Durante a ação, haverá, também, a prescrição de óculos. O NAsH Carlos Chagas parte de Manaus no dia 24 de janeiro, às 10h, do Cais da Estação Naval do Rio Negro (ENRN), na BR 319, Km 4,5, Distrito Industrial – Manaus/AM.

Atuarão nas cirurgias os médicos oftalmologistas brasileiros: Rubens Belfort Jr; Walton Nosé, Licoln Freitas, Marcos Cohen, Fernando Drud e Jacob Cohen.

As cirurgias de cataratas serão realizadas com o método Facoemulcificação, que não utiliza pontos e curativos. As cirurgias de pterígio serão realizadas com transplante de conjuntiva, também sem a necessidade de pontos. Durante os atendimentos, os médicos utilizarão o equipamento I Profile, que permite diagnósticos de doenças refracionais do olho em 30 segundos.

O NAsH Carlos Chagas participará da ação com uma equipe de saúde composta por médicos, enfermeiros, farmacêutico e técnicos de enfermagem, a qual fará a triagem dos procedimentos médicos. O Navio está equipado com dois consultórios médicos, dois consultórios odontológicos, um centro cirúrgico onde serão realizadas as cirurgias de pterígio, laboratório e farmácia.

 

Sobre a IPEPO:

O Instituto Paulista de Estudos e Pesquisas em Oftalmologia – IPEPO é uma entidade sem fins lucrativos, de caráter filantrópico, fundada em 1990 por docentes do Departamento de Oftalmologia da EPM – UNIFESP.

Desde esta época, o IPEPO presta serviços médicos por meio de diagnósticos, tratamentos clínicos e cirúrgicos em projetos de pesquisa, assistenciais e didáticos com a missão de promover, de modo sustentável e inovador, a gestão de recursos, apoiando o ensino, pesquisa e assistência oftalmológica.

Comentários