Mantris lança Plataforma Inovadora de Gestão da Saúde Populacional

Na foto: Alberto Ogata, Rodrigo Demarch, Carlos Fagundes e Sólon Cunha

Empresa é pioneira em criar um processo que envolve tecnologia com foco

no cuidado e engajamento das pessoas.

Com a proposta de ter um serviço integrado de saúde, capaz de atender as necessidades individuais de cada pessoa, a Mantris, empresa brasileira que atua na área de soluções de gestão da saúde corporativa, anunciou, na terça-feira (7), na Capital Paulista, o novo produto, GSP – Gestão da Saúde Populacional, com altíssima tecnologia, que promove de forma considerável e objetiva, uma mudança no cenário das empresas e colaboradores.

A inovação foi apresentada pelo diretor de saúde e inovação da Mantris, Dr. Rodrigo B. Demarch, que explicou sobre o objetivo da ação e os processos envolvidos. “Nosso modelo é inédito no mercado brasileiro e tem o foco de ajudar as empresas a fazer com que as pessoas melhorem a sua saúde por meio da melhor experiência possível no ambulatório, que também pode ser expandido para outros serviços de saúde e bem-estar oferecidos pela organização. Como conseqüência pode auxiliar o RH das empresas na redução dos custos de plano de saúde, por exemplo, pode-se evitar que o mesmo aumente na ordem de 20% ano com esta nova mudança de paradigma”.

Outro destaque da nova plataforma são as linhas de cuidados coordenadas. “Para realizar a Gestão de Saúde Populacional, além de ter uma equipe altamente qualificada e acolhedora, contamos com a tecnologia para suportar todas essas ações, a plataforma vai nos possibilitar integrar dados de várias fontes diferentes, como plano de saúde, recursos humanos, do próprio usuário, saúde ocupacional, atestados médicos etc. Transformamos estes dados em informações e, a partir de então, conseguimos agir preventivamente e guiar o colaborador dentro do sistema de saúde, de acordo com o que ele precisa”, declara Dr. Rodrigo.

O evento contou com palestrantes que são especialistas em suas áreas de atuação. Dr. Sólon Cunha, sócio do escritório de advocacia Mattos Filho, reforçou que o cenário atual precisa de mudanças. “Hoje a maioria das empresas não tem um olhar para essa área de gestão da saúde do colaborador, saúde preventiva não é uma prática comum, porém, os gestores estão começando a ver o assunto com mais atenção, pois os reajustes dos planos de saúde são significativos e quem investe na gestão da saúde tem uma performance melhor”.

Dr. Albeto Ogata, presidente da Associação Internacional de Promoção da Saúde no Ambiente de Trabalho e diretor da Associação Brasileira de Qualidade de Vida, também palestrante, pontua que o modelo apresentado é a nova tendência nos serviços de saúde. “A proposta de abordagem da Gestão da Saúde Populacional é muito oportuna, é um fator diferencial para as empresas, uma solução para que evite desperdícios ou outros procedimentos que prejudiquem o colaborador”.

Logo após os pronunciamentos, empresários e executivos de diversas empresas, que atuam nas áreas relacionadas com gestão de pessoas, fizeram suas perguntas e interagiram.

O mercado estava sentindo falta de um modelo mais personalizado e dinâmico, ficamos muitos anos engessados em um processo que não está mais dando certo. O acolhimento com o paciente é fundamental e a empresa ganha em todas as projeções”, declarou Dr. Hiran R. Guillaumon, supervisor médico da Ford Motor Company Brasil.

No cenário atual de saúde que vivemos no Brasil não tem como pensar em controle de custos e gestão de funcionários se não tivermos uma ferramenta que organize as informações para as grandes empresas trabalharem, ter essa ferramenta para fazer a gestão da saúde corporativa é essencial”, pontuou Renata Ribeiro, da área de Saúde e Qualidade de Vida da empresa Latam Airlines.

A proposta de fazer um trabalho preventivo totalmente voltado à saúde dos profissionais, é uma ação motivadora e que impacta diretamente na vida das pessoas”, mencionou Dra. Anita Hellbrugge, médica do trabalho e coordenadora na Eli Lilly.

Dr. Rodrigo Demarch   expõe que esse é um processo de transformação tanto das organizações como de todo um sistema do segmento. “O modelo da Gestão da Saúde Populacional tem a finalidade de tanto empoderar o colaborador para um estilo de vida mais saudável e para o autocuidado, como engajar e humanizar os profissionais da saúde”, finaliza o diretor de saúde e inovação da Mantris.

Sobre a Mantris – Uma empresa brasileira, especializada em soluções para os mercados de gestão da saúde corporativa, medicina ocupacional e segurança do trabalho, que auxilia seus clientes a cumprirem a legislação vigente, além de proporcionar uma visão integrada e única da saúde dos seus colaboradores.

Resultado da união da Micelli, maior empresa do segmento de medicina ocupacional, e a Meridional, referência na gestão de ambulatórios e centros médicos, a Mantris nasce com o objetivo liderar um processo de transformação do mercado e estabelecer um novo patamar de profissionalização para o segmento, introduzindo o conceito de saúde como ativo estratégico.  www.mantris.com.br

Comentários