Limeira

Limeira: Comissão de Direitos Humanos investiga violações cometidas por indústria


Processo é analisado pelos parlamentares 

 

Os membros da Comissão Permanente de Defesa dos Direitos Humanos apuram denúncia de perturbação do sossego e abuso provocados pelo funcionamento irregular de indústria no bairro dos Pereiras, zona rural de Limeira. Uma família, que mora próximo ao local, relatou aos vereadores a incidência de poluição, barulho e riscos à saúde provocados pela atividade de fundição iniciada há pouco mais de dois anos na região.

 

Segundo os denunciantes, residentes desde 1995 na área, o barracão da empresa foi construído sem respeitar as margens de divisa. Eles apontaram que os trabalhos de fundição produzem fumaça tóxica e ruído intenso, inclusive no turno da noite. Diante das acusações protocoladas na Câmara, a comissão enviou ofício ao Executivo solicitando detalhes sobre a existência ou não de legalidade e as condições de operação do empreendimento.

 

Em resposta remetida à Casa Legislativa, a Secretaria Municipal da Fazenda informou que o alvo da denúncia passou por inspeção e foi autuado com multa por exercer atividades sem licença de funcionamento. Um documento de vistoria, também realizada pela vigilância sanitária, assinala a ocorrência de irregularidades. Os dados foram requeridos e juntados ao processo analisado pelos parlamentares.

 

Para o presidente da comissão, vereador Wilson Cerqueira, o maior dano causado aos moradores é a presença de fuligem, além do barulho e mau cheiro da fundição. “ Uma atividade danosa como essa é uma agressão à família que reside ali perto. Pelo que observamos até o momento, há fortes indícios de inadequações no funcionamento dessa empresa”, disse o parlamentar, acrescentando que a comissão aguarda da Secretaria de Urbanismo informações sobre a zona em que está situado o empreendimento; se é residencial ou industrial.

 

Uma visita será agendada para averiguação mais precisa das denúncias. Os elementos e as documentações levantados serão encaminhados ao Ministério Público, onde um inquérito instaurado com o mesmo objeto está em curso. “A comissão tem se esforçado no sentido de buscar o embasamento da apuração e contribuir com a adoção de medidas que solucionem o problema. A maneira como a empresa está operando indica um agravo, uma violação dos direitos à pessoa humana”, defendeu Cerqueira.

 

O assunto foi debatido pelos membros da Comissão Permanente de Defesa dos Direitos Humanos, em reunião na manhã desta quinta-feira, 9. Estiveram presentes, além do presidente Wilson Cerqueira, a vice-presidente Erika Tank e demais vereadores Dra. Mayra Costa (secretária), Edivaldo Soares Antunes (Dinho) e José Roberto Bernardo (Zé Da Mix).

 

 

Assessoria de imprensa

Comentários
Redação
Criado e desenvolvido por Dennis Moraes, o site SB24horas surgiu em 08 de janeiro de 2013. Após um tempo na cobertura de eventos, criou o portal com o objetivo de levar a informação regional ao mundo, através da web. Atualmente o portal ultrapassou a marca de 350 mil visualizações mensais. Nossa Visão Ser reconhecida pelo maior número de pessoas e se tornar referência entre os meios de comunicação da Região Metropolitana de Campinas, com o pioneirismo da TVWeb. Nossos Valores Compromisso com a verdade; Apuração dos fatos; Compromisso com a qualidade; Transparência, integridade e idoneidade; Comportamento ético; Responsabilidade com o público;
http://sb24horas.com.br