Júri se reúne para escolher premiados do 44º Salão Internacional de Humor de Piracicaba

Vencedores das categorias cartum, caricatura, charge, quadrinhos, prêmios temáticos e Grande Prêmio vão receber o total de R$ 55 mil

 

No sábado, 19/08, os 215 artistas que enviaram seus trabalhos e foram selecionados para a mostra competitiva do 44º Salão Internacional de Humor de Piracicaba podem cruzar os dedos e torcer. A partir das 14h, o júri de premiação se reunirá no Armazém 14 do Engenho Central e, com olhar atento e crítico, analisará as 410 obras – 108 caricaturas, 70 charges, 79 cartuns, 73 tiras, 46 prêmios temáticos Criança e 34 temáticos Saúde – para escolher, dentre elas, as premiadas. Os vencedores serão anunciados em cerimônia no dia 26/08, a partir das 17h, no Teatro Erotides de Campos, no Engenho Central. Na sequência, acontece a abertura oficial do 44º Salão, no Armazém 14, e paralelas.

 

O valor total da premiação é R$ 55 mil, divididos em cinco prêmios de R$ 5.000 nas categorias Cartum, Caricatura, Charge, HQs, prêmio temático Criança. O trabalho que vencer o Troféu Zélio de Ouro, também denominado Grande Prêmio, vai receber mais R$ 10 mil. Haverá ainda os prêmios Câmara Municipal, Unimed, Águas do Mirante e Júri Popular Alceu Marozzi Righetto de R$ 5.000, este escolhido por votação eletrônica aberta. Os trabalhos concorrentes serão escolhidos pela Comissão de Premiação.

 

A missão ficará a cargo do caricaturista Jean Mulatier (França), dos cartunistas Arturo Kemchs (México), Raul Fernando Zuleta (Colômbia) e Fernando Gonsales (Brasil), da pesquisadora em história em quadrinhos e doutora em ciências da comunicação Sônia Luyten, do ex-diretor geral da Pinacoteca de São Paulo e professor da ECA/USP (Escola de Comunicação e Artes), Tadeu Chiarelli, e da publicitária e comediante do Festival Risadaria, Arianna Nutt.

 

Esta será a primeira vez do caricaturista francês Jean Mulatier, considerado um dos principais nomes da caricatura mundial, no Salão Internacional de Humor de Piracicaba. Mesmo assim, Mulatier acompanha o momento conturbado pelo qual atravessa o Brasil, politica e economicamente. “A existência de um Salão de Humor em Piracicaba me parece um bom sinal, apesar das dificuldades de seu povo e de uma política imperfeita”, observou, em entrevista por e-mail. Sobre o desafio como júri, Mulatier diz estar tranquilo para fazer sua avaliação. “Levarei em conta dois critérios muito simples para a escolha dos vencedores: qualidade gráfica e a sua capacidade de provocar o riso”, revela.

 

Raul Fernando Zuleta, que coleciona mais de 50 prêmios internacionais e publicou em jornais de seu país, a Colômbia, e do exterior, conta que esta será sua primeira experiência como júri internacional. “Estou muito animado por participar como jurado do 44° Salão de Humor de Piracicaba, um evento que tem uma longa história e grande prestígio internacional. Meus desenhos já foram selecionados neste concurso, no qual a cada ano participam os melhores cartunistas do mundo. Também por esse motivo sinto uma grande honra pelo convite”, disse.

 

Zuleta virá pela primeira vez ao Brasil, no sábado, 19, e já pode imaginar a emoção que sentirá quando estiver ao lado de nomes como Mulatier, Fernando Gonzales e Kemchs. “Claro que vai ser uma tarefa difícil decidir quais trabalhos serão os vencedores pelo seu alto nível artístico. Sempre pensei que um bom desenho é o equilíbrio entre uma boa ideia conceitual clara, original, irônica e forte, juntamente com uma composição, design e estilo artístico interessantes. Darei meu voto com base nestes dois conceitos e espero que ele coincida com o dos outros jurados, para que possamos ter um consenso e escolher os vencedores da 44ª edição do Salão de Humor de Piracicaba”.

 

Esta edição do Salão recebeu 2.985 trabalhos, que foram selecionados nos dias 29 e 30 de julho, por um júri formado pelos cartunistas William Hussar, Junião e Orlando Pedroso, pelo professor universitário Ricardo Morellato, pelo caricaturista Baptistão, pela ilustradora Maria Eugênia e pela produtora cultural Ana Helena Curti.

“Mais uma vez temos nomes importantes ligados ao humor gráfico, tanto artistas como estudiosos, para compor o júri, como ocorreu com o de seleção. A escolha dessas pessoas é feita de forma criteriosa, o que mostra a preocupação de todos os realizadores e organizadores para obter, no final, um Salão não só bem-humorado, mas também um Salão crítico e de muita qualidade”, analisa a secretária da SemacTur, Rosângela Camolese.

 

O 44º Salão Internacional de Humor é realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur) e Cedhu (Centro Nacional de Documentação, Pesquisa e Divulgação do Humor Gráfico de Piracicaba) e faz parte das comemorações dos 250 anos de Piracicaba.