Iracemápolis: Obras do novo tronco coletor de esgoto


O projeto é uma das metas do governo desde o início dessa gestão que já esta sendo executada desde dia 6 de janeiro e agora chega à região central da cidade. De acordo com o prefeito, trata-se de uma obra de saneamento básico de grande relevância e que, depois de concluída, vai deixar a cidade preparada para o crescimento populacional. “Desde 2013 buscamos recursos tanto na esfera federal quanto estadual para a execução deste projeto. Cadastramos em 2013, 2014 e somente agora, em 2015, fomos contemplados. Não desistimos porque entendemos que um bom saneamento reflete na saúde e qualidade de vida da população. Estamos trabalhando agora para garantir, de fato, um futuro promissor”, destacou o prefeito.

O novo tronco coletor de esgoto foi projetado para suprir a demanda do município até o ano de 2035 para uma população de 30 mil habitantes. Ao total serão 4 km de tubos PCV específicos que serão instalados e seis travessias aéreas. Começa no Distrito Industrial, atravessa parte da cidade até o Ribeirão Cachoeirinha e segue paralelo até a estação final de tratamento de esgoto, que fica na área rural.

O tronco coletor que existe em Iracemápolis está saturado há mais de 10 anos e, de acordo com Valmir, está no limite. Ele é feito de manilhas cerâmicas com mais de 15 anos que, em função do tempo e do aumento da vazão, acabam-se rompendo e vazando esgoto nas proximidades do rio. “Já tivemos complicações, principalmente quando chove, por causa da validade do tronco coletor. Às vezes ele não comporta a quantidade de esgoto que é despejada nele”, explicou.

A Prefeitura de Iracemápolis pede desculpas pelos transtornos gerados com a obra do tronco coletor, pois está trabalhando para uma Iracemápolis melhor.