Internet, Prós e Contras

Falar da internet é ao mesmo tempo fácil, difícil, complicado e simples, uma tecnologia que dispensa comentários, porém há muito o que se falar dela.

         Criada na década de 1960 em meio ao ápice da guerra fria, momento em que dois blocos políticos disputavam a hegemonia do mundo, sendo um liderado pelos Estados Unidos e outro pela União Soviética, sucessora da Arpanet que foi criada pela ARPA (Advanced Research Projects Agency), a qual funcionava através de um chaveamento que divide as informações em pequenos pacotes, a internet veio a surgir com o status de galáctica, onde foi nomeada no livro do sociólogo espanhol e estudioso da rede, Manuel Castells publicado em 2003, como “A Galáxia da Internet”.

         A rede desde essa época até os dias de hoje, veio então num processo gradativo de domínio do mundo. Pouco a pouco vem mostrando seu poder comunicativo e sua razão fundamental de existir, a interação rápida entre qualquer pessoa e indeterminada distância. Não há como negar, ela veio para movimentar as ações humanas nesse enorme globo terrestre.

         No Brasil nos últimos oito anos, a internet movimentou 13,60 bilhões de dólares de acordo com a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Nosso país também segundo a mesma escola, possui o maior tempo de acessos residenciais entre alguns países do mundo.

         A internet como toda tecnologia que surge, trouxe consigo uma extensa gama de benefícios ao ser humano, entretanto arrastou também malefícios de todas as espécies, causando transtornos de relacionamentos sociais e comportamentais complicadíssimos.

         Benefícios como postagens de vídeos muitas vezes com o propósito comercial, divulgação de trabalhos teoricamente anônimos, comunicações internacionais em questão de segundos, sites de pesquisas muito úteis para o âmbito escolar, instruções de incontáveis assuntos nesses mesmos sites, entretenimento variados como músicas, livros, filmes, entre outros, além das famosas e muito utilizadas Redes Sociais, que fizeram com que as pessoas economizassem tempo e telefone no relacionamento com outras, são apenas alguns. Mas, todos esses benefícios convivem juntamente com os inúmeros malefícios que a internet proporcionou.

         O ser humano realmente se adapta fácil com o que surge e com isso muitas das vezes, acaba por se apegando à essas inovações e por conseqüência esquecendo até mesmo de viver, complicando seu bem-estar.

         Milhões e milhões de pessoas passam em diversas ocasiões noites em claro navegando na internet, em busca de coisas que certamente poderão destruir suas vidas. Os sites de relacionamentos por exemplo, são grandes e verdadeiros convites a divórcios, desquites e separações de todos os tipos. Na Inglaterra segundo pesquisas de grandes mídias, ficou comprovado que o Facebook está sendo o principal fator de divórcios entre os ingleses.

         Existem pessoas, que andam buscando ajudas médicas para tentarem de alguma forma se livrarem do vício que as tomou, em torno da internet. Chegam então aos psicólogos ou psiquiatras, clamando por ajuda e lutando pela recuperação do namoro, noivado ou casamento e principalmente da saúde que a essa altura já disseram adeus a elas.

         A internet tende a dominar cada dia mais as ações mundiais, é provável que não haverá como conter esse avanço. No entanto, as pessoas deverão a cada dia tentarem utilizar de tal tecnologia para crescerem intelectual, familiar e socialmente.

         O mundo já se tornou “eletrônico”, a cada passo que damos a internet nos cerca e conduz, porém vamos conviver com ela de maneira produtiva para nossas vidas, pois tal tecnologia pode até mesmo nos ajudar a sermos felizes e bem sucedidos, mas seu mau uso nos tornar infelizes e destruídos.

 

Douglas S. Nogueira

Técnico de Manutenção e Planejamento

E-mail: douglas_snogueira@yahoo.com.br

BLOG: www.douglassnogueira.blogspot.com

Comentários