Inflação chega a 100% em 10 dias no mercado de hortifruti em Campinas

Especialista aponta o mau tempo atípico como causa do aumento de preços.
Tomate e pepino dobraram de custo neste início de ano de calor e chuva.

precosverao01

(Foto: Reprodução EPTV)

Um levantamento da Centrais de Abastecimento de Campinas (Ceasa) aponta que alguns produtos do setor hortifruti sofreram inflação de até 100% nos dez primeiros dias do ano por conta do mau tempo atípico registrado na cidade. A expectativa dos economistas é que os preços levem cerca de 60 dias para se reestabilizarem.

Na lista dos produtos mais afetados com a inflação estão o tomate e o pepino, que dobraram de preço neste curto intervalo de tempo. No grupo das hortaliças, a campeã de aumento é a chicória, com 92,3% de reajuste. Também registraram inflação a acelga (78,6%), o jiló (57%), a alface (38,9%) e o quiabo (34%).

“Tivemos condições climáticas altamente adversas neste período. A agricultura é muito sensível a isso. Você mexendo na cadeia produtiva, mexe com a oferta destes produtos. Como o consumo se mantém mais ou menos estável e a oferta tende a cair por estas questões adversas de clima e temperatura, consequentemente os preços se elevam”, explica o economista Mário Guerreiro.

Alternativa
Guerreiro explica que, para o consumidor driblar esta alta dos preços, a opção é pesquisar os preços em mais de um estabelecimento, já que a planilha de custos varia de comércio para comércio e, portanto, os preços também.

Outra opção é priorizar os produtos da época.“Espinafre, agrião, alho poro são desta estação. Em tese, eles devem sofrer menor variação”, explica. O especialista orienta, ainda, a população a não fazer compra em grandes quantidades, já que os produtos são rapidamente perecíveis.

Qualidade dos produtos
Além do aumento nos preços, as altas temperaturas e as chuvas fortes também interferiram na qualidade das frutas e hortaliças que chegam ao consumidor. “Elas ficam menores porque os lavradores têm que colher mais rápido. Porque queima muito coma  exposição ao sol e também a chuva”, queixa-se a doméstica Maria Bueno, enquanto escolhe alface no mercado.

Fonte: G1

Comentários

Notícias Relacionadas

Peixoto deve optar por três zagueiros no União Bar... Treinador tem dois defensores suspensos, mas aposta no 3-5-2 para ter bom resultado em casa. Hélio e Júnior Goiano devem atuar com Camacho O Uniã...
Segunda fase do Festival da Garotada começa neste ... A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, por meio da Seme (Secretaria Municipal de Esportes), divulgou a tabela da 2ª fase das categorias sub-09 e sub-1...
Novo limite para pressão arterial deve ser adotado... Recomendação americana sugere que nível máximo de pressão arterial passe para 15 por 9 em pessoas acima dos 60 anos. Há trinta anos, a diretriz é fixa...
Tivoli Shopping informa horário de funcionamento n... O Tivoli Shopping comunica seu horário de funcionamento durante o feriado estadual de 9 de Julho, Dia da Revolução Constitucionalista.   &n...