Hackers terão 30 horas para analisar sistema da Câmara de Campinas

Em evento do vereador Nelson Hossri, hackers terão 30 horas para analisar sistema da Câmara de Campinas

Depois de passar por São Paulo, a Câmara Municipal de Campinas vai receber o “Hack In Campinas”, evento que conta com o apoio do vereador Nelson Hossri (Podemos) e reúne hackers do bem para analisar o site e sistemas do Poder Legislativo. Os participantes permanecerão no Plenário da Casa por cerca de 30 horas a partir das 8h do dia 21 de outubro, atravessando madrugada a dentro de forma ininterrupta até as 18h do dia 22 de outubro.

O objetivo do evento é desenvolver mecanismos aptos a reduzir os gastos públicos por meio de análise dos dados disponíveis no Portal da Transparência. A segunda edição do Hackaton é uma organização da Incubadora de projetos Cidade Viva, em parceria com a empresa Horizon Four e o vereador Nelson Hossri. Em junho, o Hack In Sampa teve base do então projeto de lei 1/2017 do vereador Police Neto (PSD).

O Hack in Campinas fará parte do Mega Hack, que conta com outros três hackathons. “Os hackers do bem vão atravessar a madrugada dentro do Plenário para utilizar a tecnologia para criar mecanismos de combate à corrupção e desperdício de dinheiro público. Isso vai garantir mais fiscalização por parte da população”, destacou Nelson.

Além de trazer o hackaton para Campinas, Nelson também protocolou o projeto de lei que cria o Política Municipal de Prevenção à Corrupção, que estabelece princípios e diretrizes para ampliar a transparência, fiscalização e controle social do Poder Público.

No Hack In Sampa, o time ganhador do primeiro lugar foi o “Quebrando Barreiras”. A solução que desenvolveram chama-se “Extrato Público”, que permite que a população acompanhe os gastos de cada um dos 55 vereadores da cidade. Uma das principais características do projeto é que os próprios usuários podem criar alertas e notificar outros “vigilantes” sobre os custos específicos de cada vereador.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas pelo site: megahack.com.br.

 

Comentários