Gerando Vidas: Como devo me preparar psicológicamente para os tratamentos de infertilidade? – por Dr. Davi Buttros

Para ajudar a explicar como acredito que deve ser esta preparação, vou pedir licença para contar uma experiência que vivi recentemente.

Fui convidado para um verdadeiro desafio numa corrida de montanha em Poços de Caldas. Uma prova de 15 km, sendo 5 deles montanha acima. O objetivo era completar a prova correndo 100% do percurso.

Após os primeiros 4km planos, iniciamos a subida. Logo nos primeiros minutos subindo acredito que a maioria já se perguntava se deveria mesmo estar ali naquele momento. O quanto aquele sacrifício era válido? Mas motivado pelo desafio, a passos firmes seguia correndo.

No Km 2 da subida todos ao meu redor caminhavam. Todos. Eu era o único que seguia correndo. Inevitavelmente cansado. Por muitos momentos minha mente pedia para caminhar, mas eu seguia correndo. A cada curva delirava a miragem da descida que estava por vir. Não havia um trecho plano para um suspiro sequer. Até que ao longe comecei a ouvir uma música.

Algo sinalizava que o fim estava próximo. Era a motivação que faltava naquele momento. Certo que a vitória chegaria, apertei os passos e logo vi, lá em cima, um arco decorado com bexigas e as caixas de som que ecoavam esperança. Um militar de uns 80 anos fazia saudações aos que passavam por lá. Cheguei! Sorri! Respirei! Mas ao fazer a curva… MAIS SUBIDA! Parei… Andei… Perdi. Eram mais 300 metros que minha mente não planejou e meu corpo consequentemente não acompanhou.

Terminei a prova, mas não tive o positivo que esperava.

Um ano depois, voltei. Fisicamente igual, mas mentalmente mais preparado. Na subida os sentimentos eram os mesmos: não vou aguentar; vou andar; vou andar; vou andar; vou andar. Impressionante como nossa cabeça insiste em trazer sentimentos ruins mesmo quando queremos algo importante.

Mas com foco, seguia correndo. Desta vez uma pessoa corria ao meu lado. Não o conhecia. Certa hora me perguntou já cansado:ONDE TERMINA A SUBIDA?

– ONDE TERMINA EU NÃO SEI, SÓ SEI QUE VOU CORRER ATÉ TERMINAR. FORÇA E VAMOS JUNTOS!

A música e o senhor militar estavam lá (Sr. Gonçalo, descobri até o nome) e após a fatídica curva segui correndo até o alto do morro onde a Imagem do Cristo Redentor finalmente abençoava os que por lá passavam.

MEU VERDADEIRO POSITIVO CHEGOU!

Vejo os tratamentos para infertilidade como uma grande corrida. Uma corrida longa, difícil e desgastante. Com muitos desafios e que por muitos momentos nossa mente dirá para não seguirmos adiante, apesar de querermos muito.

Como nos preparar para isso?

FOCO. Mentalize o seu maior objetivo e siga firme com seus passos.

VALE A PENA!

NÃO SE ILUDA. Não diga vitória antes do tempo.
As derrotas também vão te fortalecer. APRENDA COM ELAS E SIGA COM SEU OBJETIVO.

QUANDO A GRAVIDEZ CHEGARÁ?
Eu não sei. Pode ser que mais rápido do que você mesmo imagina. Mas independente disso, SÓ SEI QUE VOU CORRER ATÉ TERMINAR.

 

Dr. Davi Buttros – Médico Especialista em Reprodução Humana. Formado pela PUC-SP, residência e mestrado pela UNESP-BOTUCATU. Aprimoramento em Reprodução Assistida na Universidade de Harvard-EUA e no Fertility Center Hamburg – Alemanha.

Comentários