Fundação Romi firma parceria com a Caixa Econômica Federal

As Oficinas de Educação Patrimonial do CEDOC da Fundação Romi ganham uma nova parceria.

A função mais vigorosa do Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi é propiciar às escolas e demais instituições um espaço de integração pedagógica, através da exploração e experimentação da história por meio da Educação Patrimonial.

“A Educação Patrimonial é uma forma de mediar o conhecimento histórico e o acervo que faz parte do CEDOC com o público, principalmente estudantil, possibilitando que os participantes do projeto compreendam o universo histórico cultural onde vivem” – pontua Sandra Edilene de Souza Barboza, Coordenadora do CEDOC da Fundação Romi.

O CEDOC, enquanto espaço educacional, o promove momentos de interação entre os estudantes, os professores e as fontes de aprendizagens que estão sob sua guarda. Assim, cheias de interatividade, as ações que compõem o projeto “CEDOC em movimento”, viabilizado através do patrocínio da Caixa Econômica Federal, extrapolam os muros da entidade, firmando o Centro de Documentação Histórica como um lugar alternativo à aprendizagem, disponibilizando informações sobre seus acervos, fomentando pesquisas e o contato com outros universos culturais.

Atividades extramuros

Nesta edição da Educação Patrimonial, o projeto “CEDOC em movimento” não apenas traz o público para o espaço educativo do CEDOC, mas também, o leva até o público. A proposta é despertar a curiosidade dos participantes, desmistificando a imagem do “museu estático”, deixando-o instigante e itinerante.

Piratas, detetives, exploradores, histórias, expressões artísticas, jogos, dinâmicas e desafios dão a tônica do “CEDOC em movimento”. Nas oficinas, voltadas para crianças e adolescentes do Jardim II e Fundamental I, personagens, livros de atividades, mapas, figurinhas e quebra-cabeças mediam a fixação dos conteúdos aprendidos de forma lúdica.

Extrapolando as paredes da instituição, o “CEDOC em movimento” leva às escolas o “Baú da História”. Além de formar multiplicadores, capacitando os educadores a utilizarem esse recurso didático, recheado de informações, fotos antigas e fantoches, e instigá-lo a compartilhar esses conhecimentos com outros professores, o CEDOC, através do baú, possibilitará que os alunos reconheçam a história local, estabeleçam relações com o hoje e aprendam a buscar no passado elementos para entender o espaço em que vivem.

Mais que oficinas e baús, o CEDOC também planejou levar à população um recorte histórico de Santa Bárbara d´Oeste. Aproveitando o ducentenário do município em 2018, serão realizados três roteiros expedicionários em locais do município que resistiram ao tempo. Os participantes vivenciarão cenas em que poderão comparar o presente com outras épocas, em uma perspectiva histórica ontem-hoje. A resultante será uma mostra fotográfica itinerante, com 120 imagens que retratam importantes edificações que ajudam a compor a história dos duzentos anos de Santa Barbara d´Oeste.

Segundo o Superintendente da Fundação Romi, Vainer Penatti, “essa parceria com a Caixa, inédita para instituição, vem somar esforços ao investimento empenhado pela Fundação Romi na área de Educação e Cultura. Através do patrocínio da Caixa Econômica Federal foi possível criar novas ações educativas e atividades culturais extramuros. O projeto “CEDOC em movimento” fortalece as ações do Centro de Documentação Histórica na sua importante função de preservação e disseminação da história de Santa Bárbara d’Oeste, principalmente, em um momento em que a Fundação Romi completa 60 anos e a cidade comemora os seus 200 anos.”

Programa de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro da Caixa Econômica Federal

O Programa de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro da Caixa Econômica Federal tem por objeto a seleção de projetos de entidades museais que visem assegurar a democratização do acesso e a preservação do patrimônio cultural brasileiro. O processo de seleção é bienal e contempla projetos de funcionamento de instituições museológicas, tais como programas pedagógicos (ações de arte-educação, oficinas, palestras, cursos, visitas mediadas), programação de mostras de seu acervo permanente e mostras temporárias, dentre outros. 

O projeto “CEDOC em movimento”, do Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi, foi avaliado e aprovado pela equipe técnica da Caixa e contemplado em R$200.000,00 para sua execução até o término de 2018. O projeto de educação patrimonial irá realizar ações educativas direcionadas aos educadores, aos estudantes e à comunidade de Santa Bárbara d’Oeste e região, beneficiando aproximadamente 35.000 pessoas.

Inscrições

As inscrições serão abertas em maio deste ano para a primeira etapa das atividades que compreende o agendamento das escolas para as Oficinas de Educação Patrimonial no. Já as inscrições para os interessados em participar da primeira expedição, essas serão em julho também deste ano; ao passo que o “Baú da História” terá suas inscrições iniciadas janeiro de 2018, junto à continuidade das Oficinas de Educação Patrimonial. Os interessados em participar devem acompanhar as atualizações no site da Fundação Romi.

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO HISTÓRICA

O Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi é um espaço vivo de preservação da história, que além de resgatar todo o passado histórico de Santa Bárbara d’Oeste e região, atua na guarda, conservação e disponibilização do acervo da Fundação Romi e da Indústrias Romi – com destaque para o acervo do Romi-Isetta. Além de um espaço expositivo vivaz e dinâmico, o CEDOC realiza o projeto de Educação Patrimonial para crianças e adolescentes, realiza o Processamento Técnico de todos os documentos recebidos e ainda recebe exposições e palestras, promove visitas monitoradas e técnicas, oficinas de capacitação e experimentação. O CEDOC está localizada na Avenida João Ometto, 118, Jd. Panambi, em Santa Bárbara d´Oeste. (19) 3499-1558. www.fundacaoromi.org.br/cedoc.

FUNDAÇÃO ROMI

Criada em 1957, em Santa Bárbara d’Oeste, pelo casal Américo Emílio Romi e Olímpia Gelli Romi, a Fundação Romi tem como missão promover o desenvolvimento social e humano através da educação e cultura. Pioneira na promoção da comunidade regional e na realização de ações sociais, atende mais de 30 mil pessoas por ano por meio de seus quatro grandes eixos: o Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil (CEDIN), o Núcleo de Educação Integrada (NEI), Centro de Documentação Histórica (CEDOC) e a Estação Cultural (EC). Tendo como apoiadora a Indústrias Romi S.A., instituições governamentais e não governamentais e demais parceiros da iniciativa privada, a Fundação Romi objetiva, continuamente, atingir maior número de beneficiários por meio de suas áreas de atuação, seus programas e projetos. Av. Monte Castelo, 1095, Jd. Primavera – Santa Bárbara d’Oeste, SP. (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br.

Comentários